Zé Carneiro desiste de candidatura e eleição para presidência da Câmara Municipal terá chapa única

 


O candidato a reeleição na presidência da Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador José Carneiro Rocha, conhecido como Zé Carneiro (MDB), desistiu da candidatura. Com a renúncia, o vereador Fernando Torres (PSD) disputará a presidência em chapa única. A votação será na próxima sexta-feira, dia 1º de janeiro, após a posse dos vereadores. Ao Acorda Cidade, Zé Carneiro informou que indicará o vereador eleito Galeguinho para compor a chapa. Ele explicou o que motivou sua desistência e comentou que está magoado com o vereador Zé Curuca devido a uma mudança repentina de postura com relação a Fernando Torres.

“Como eu sempre disse, eu nunca fui candidato de mim mesmo, sempre fui candidato dos colegas que queriam e desejavam que a gente continuasse presidindo a Câmara Municipal. As coisas foram acontecendo, nós conseguimos formar um grupo com 14 pessoas. Esse grupo foi diminuído, anteontem tínhamos dez, Fernando tinha oito, e três estavam na oposição. Ontem já estava 9 a 9 e hoje já estava com um número maior no grupo de Fernando Torres. Foi aí que eu reuni os vereadores para discutir uma posição que deveríamos seguir. Tanto eu como Fernando fazemos parte do mesmo grupo, somos da mesma base do prefeito Colbert Martins e eu não estou obcecado pelo poder da presidência da Câmara. Eu entendo que a gente tem que ter a consciência de saber dar um passo atrás para dar dois à frente amanhã. Mostrei aos vereadores que a eleição está praticamente definida pró-Fernando, e como somos do mesmo grupo teríamos que ceder. Estou abdicando da candidatura e apoiando Fernando Torres como presidente para o biênio 2021/2022”, afirmou o atual presidente ao Acorda Cidade.

Zé Carneiro não citou os nomes dos vereadores de migraram o apoio para Fernando Torres, com exceção de Zé Curuca.

“Zé Curuca era um dos que chegavam para mim e ofendia Fernando, depois se apaixonou. Eu não gosto de fazer isso. Nunca me apaixonei por homem nenhum na minha vida e nunca fui desonesto a ponto de dizer que alguém não presta e depois me ligar a ele. Cito apenas o nome dele porque me surpreendeu. Isso não é dele, de repente conseguiu nos iludir, mas deixa isso pra lá”, declarou. A decisão foi confirmada em uma reunião na noite desta quarta-feira (30) entre o atual presidente e vereadores que mantiveram o apoio.

Fonte: Acorda Cidade

Postar um comentário

0 Comentários