'Foi um erro do poder público municipal permitir aquela situação', diz Brito sobre Artêmia Pires

 

Segundo o secretário Municipal de Planejamento, para efetivar a duplicação da Artêmia, cerca de três ou quatro intervenções pequenas devem ser executadas na localidade.

2020 foi um ano desafiador para todos os setores sociais, diante da pandemia do novo coronavírus. Na economia, com diversas restrições nas atividades comerciais, Feira de Santana, município com grande geração de renda, teve perdas. Situação que, de acordo com o secretário Municipal de Planejamento, foi bem administrada pelo executivo.

'O que vimos foi a capacidade do prefeito e da equipe de superar, em partes, essa dificuldade, com realizações dentro do espírito que deu a Feira a posição que ela vem alcançando. Parece que a crise não passou por aqui, o governo seguiu com as obras, nós fomos orientados e seguimos as determinações de enfrentamento', afirmou o secretário em entrevista ao Bom Dia Feira na manhã nesta segunda-feira (28).

De acordo com Brito, além do Projeto Novo Centro que está na primeira etapa de execução e deve ser concluída em abril de 2021, outros projetos tiveram sequência este ano.

'A abertura da Fraga Maia, que era um projeto que muitos desacreditavam, ouvimos piadas ao longo do ano. O prolongamento da Ayrton Senna também, com a abertura de uma nova avenida, a Francisco Fagundes Filho que está dando maior mobilidade para os que moram no Papagaio. A Rubens Francisco Dias que está avançando muito bem. Vamos trabalhar a avenida Universitária', diz.

Uma das vias de maior crescimento na cidade, a Artêmia Pires, que vem passando por questionamentos relacionados à necessidade e possibilidade de duplicação, deve ter o projeto realizado. A execução da via da forma que está, relata o secretário Municipal, foi um ‘erro do poder público municipal’.

'Não podemos deixar de reconhecer publicamente que foi um erro do poder público municipal permitir aquela situação, não podemos esquivar da nossa responsabilidade. Em 2011 tivemos um contrato com uma instituição que não cumpriu a sua parte, a prefeitura não cobrou, na parte da FTC até a Rodobens teríamos pista dupla, a empresa fez uma e não fez outra, o governo não cobrou e agora não adianta chorar pelo leite derramado. Já está sendo feito o projeto, já foi feita uma topografia, e o prefeito fez um compromisso em campanha de executar a duplicação da Artêmia, além da duplicação do viaduto Francisco Pinto que está avançando e em abril, maio devemos ter esse equipamento disponível, além do outro vetor de crescimento que é a duplicação do viaduto da Fraga Maia com a Maria Quitéria', diz.

Segundo Brito, para efetivar a duplicação da Artêmia, cerca de três ou quatro intervenções pequenas devem ser executadas na localidade.

'Vão ser preciso desapropriá-las, não podemos só jogar a culpa na ganância empresarial de alguns que não respeitam a cidade e avançam, mas vai ter que acontecer, é inevitável, temos propostas que apresentaremos no momento certo. Estamos fazendo todo o estudo para em janeiro o prefeito e equipe começarem a trabalhar, licitar e iniciar a duplicação', destaca.  

A nossa reportagem recebeu, durante o início deste mês, com frequência, reclamações sobre as obras de requalificação do centro da cidade que estariam atrapalhando o comércio local. Questionado nesta segunda, o secretário informou que o problema foi sanado junto a classe.

'As obras pararam a partir de uma reunião feita com os próprios empresários, a data inicial proposta era 30 de novembro, mas tivemos alguns percalços construtivos e foi para o dia 8 de dezembro, o Natal da Sales esse ano foi um dos melhores, parecia 25 de março, cheio de gente. O Projeto visa também reparar um erro que havia no centro da cidade onde mais de 80% da nossa drenagem estava entupida, nessa primeira etapa trabalhamos essa drenagem e essas obras causam transtornos mesmo, agora já estamos sentindo as obras fazendo efeitos, temos até abril para concluir toda a obra e nos preparar para a segunda etapa', pontua.

A partir de meados de abril de 2021, as principais praças da cidade serão revitalizadas.

'A Praça da Matriz, Renato Galvão, Dois de Julho, Froes da Mota, Bernadino Bahia vão passar por intervenções. Vamos devolver a comunidade, o prazer de passear na praça, vamos restaurar os coretos, voltar a origem, a praça será devolvida com qualidade, projetos bonitos, o que já estamos fazendo com o projeto centro, dando o sentimento de pertença aos feirenses', conta.


Fonte: Bomdiafeira

Postar um comentário

0 Comentários