Pandemia: Contratações de trabalhadores em setembro foram quase oito vezes maior

 


A quantidade de contratações de trabalhadores com carteira assinada em Feira de Santana, em setembro, foi quase oito vezes maior do que o registrado em agosto: passou de 218 para 1.697. O setor de serviços foi responsável pela abertura de 210 vagas – foi o que mais contratou.

A diferença é uma sinalização positiva do mercado à pandemia, responsável direta pela retração do mercado e à consequente onda de demissões em todos os setores da atividade econômica. Os números foram apresentados pelo Caged, órgão do governo federal.

O mercado de trabalho local apresentou resultado positivo pelo quarto mês consecutivo, sendo que nos três últimos os números foram tímidos. Entre março e maio o setor sentiu os efeitos negativos da pandemia do coronavírus e fechou milhares de postos de trabalho. Apenas em abril foram 2.230.

A partir deste mês, existe a expectativa de que o cenário continue positivo com as tradicionais contratações temporárias feitas pelo comércio, para atender a demanda que sempre cresce no final do ano, período de melhores vendas. Mas espera-se que a quantidade de vagas seja menor do que nos últimos anos.

O saldo – a diferença entre contratações e demissões, continua negativo. Entre janeiro e agosto, o mercado feirense fechou quase quatro mil vagas de empregos formais.

Postar um comentário

0 Comentários