Empresa que realiza obra de drenagem na cidade faz esclarecimentos sobre pavimento que cedeu

 

Com as chuvas que caíram na madrugada de hoje, em várias vias o piso cedeu

A prefeitura de Feira de Santana convocou uma coletiva de imprensa na tarde desta sexta-feira (20), na Secretaria Municipal de Planejamento, para fazer esclarecimentos sobre a situação de algumas ruas do centro da cidade em que o piso cedeu, após as chuvas que caíram nesta madrugada. Participaram da coletiva o secretário de Planejamento; Carlos Brito, o secretário de Comunicação, Edson Borges e o representante da empresa responsável pelas obras.

O secretário Carlos Brito disse que a obra ainda não está concluída e apenas 2% da sua extensão de 70 mil metros apresentou problemas. De acordo com ele, qualquer obra está sujeita a apresentar problemas e isto acontece em qualquer construção. O secretário salientou que a empresa responsável já está corrigindo o que aconteceu e frisou que foi a própria empresa que procurou a prefeitura para informar que sobre a situação das vias em que o piso cedeu.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

“A função da prefeitura é chamar a empresa à responsabilidade já que a obra não foi entregue e querem atribuir a prefeitura um problema fortuito, um acidente em uma obra. Todas as obras têm problemas. Às vezes se faz um telhado e dá um vazamento, coloca-se uma torneira que a água não sai e então tudo isso é um procedimento normal em construção. Não é uma obra perfeita que não tem um único problema. A nossa responsabilidade e da empresa com a comunidade é muito grande e é óbvio que isso aconteceu em um momento de uma chuva torrencial em um momento em que a obra não está conclusa”, disse.

O representante da empresa que realiza a obra nas vias do centro da cidade, Ubaldo Rocha, afirmou que a obra está na etapa de drenagem e que alguns pontos ainda não tinham passado pelo entroncamento final da rede. De acordo com ele, em função das fortes chuvas que ocorreram na madrugada em alguns pontos a rede ficou cheia e aí ocasionou o carreamento do material provocando a abertura de buracos na pista.

“Ocasionou esse transtorno e prontamente a construtora de posse da informação resolveu muito rapidamente e a pista está liberada. A rede de drenagem não foi prejudicada em momento algum. Ela está em execução, o ponto específico já foi recuperado, mas a rede de drenagem está totalmente intacta”, comentou.

Ubaldo salientou que a empresa trabalha em cima de um planejamento em função do cronograma das chuvas e que a obra de drenagem está sendo feita desde o mês de abril. Ele informou que já houve algumas chuvas e a obra atendeu muito bem. Ele destacou, que há vários pontos que a rede já está entroncada e funcionando.

Foto: Ney Silva/Acorda Cidade

“Agora, situações como essa, em execução de obra, podem acontecer mesmo com a empresa com experiência fazendo esse tipo de obra. Durante a execução da obra em um período chuvoso mais forte pode ocorrer um problema como esse. Está no nosso planejamento na rede e esses pontos específicos que ocorreram os problemas já foi feita a recuperação, sem chances e com risco quase zero de voltar a ter algum problema”, declarou.

O representante da empresa salientou que a qualquer dano que venha ocorrer com a obra a responsabilidade é da empresa que firmou o contrato com a prefeitura e está apta para fazer o serviço. Ele informou que a previsão de conclusão do trabalho é para o mês de março.

“Vamos fazer um paliativo para resolver rapidamente, mas quando o tempo estiar, a gente faz uma recuperação total do pavimento. Mas, está liberado para trafegar. O prazo da parte de drenagem, o nosso planejamento é finalizar em janeiro e a obra como um todo em março”, finalizou.


Fonte: Acorda Cidade

Postar um comentário

0 Comentários