Seleção inicia Eliminatórias sem titulares incontestáveis nas laterais

 

Renan Lodi (foto) e Danilo procuram ganhar espaço na posição

Uma posição na qual a seleção não tem titulares incontestáveis é na lateral (tanto na direita como na esquerda). E nesta quarta (7), os dois jogadores vistos como principais candidatos a titulares para atuarem na posição na estreia das Eliminatórias para a Copa de 2022 (Catar) falaram em entrevista coletiva por videoconferência, exibida pela CBF TV.

Em busca de espaço na direita

Sem poder contar com o veterano Daniel Alves (São Paulo), que se recupera de lesão, Tite chamou a novidade Gabriel Menino (Palmeiras) e Danilo, que, aos 29 anos e com uma participação em Copa do Mundo no currículo, não é uma novidade, mas ainda busca garantir um espaço cativo na seleção.

E agora, quando se inicia a caminhada em busca da vaga da seleção brasileira no Mundial de 2022, Danilo espera ter um papel importante neste desafio: “Coloco como objetivo o próximo ciclo da seleção brasileira. Penso em trabalhar para estar em todas as convocações e ajudar nas partidas, com o objetivo de estar na Copa do Mundo e poder vencer”.

Porém, o jogador da Juventus (Itália) sabe que, quando se trata de seleção, o torcedor brasileiro não quer apenas vitórias, mas quer triunfos com futebol bonito: “Não é só vencer. Acho importante a forma como se vence, é jogar bem para vencer. Tite sempre bate nessa tecla de jogar bem para vencer (…). A seleção, com a qualidade que tem, se jogar bem, vai vencer a maioria dos jogos”.

Primeira chance na esquerda

Se na direita Danilo chega com certa experiência, na esquerda Renan Lodi está ansioso pela sua primeira partida oficial pela seleção principal (o jogador do Atlético de Madrid disputou quatro amistosos pela equipe em 2019): “Se começar o jogo, vai ser meu primeiro oficial pela seleção brasileira. Vai ser como se fosse o primeiro jogo como profissional. Tenho que fazer o meu aqui, respeitando meus companheiros de posição”.

Mas o jovem, de 22 anos, sabe que terá que realizar mais do que um bom jogo para garantir a titularidade em uma posição que sempre foi ocupada por jogadores de grande qualidade técnica, como Marcelo e Roberto Carlos: “[Quero] pegar esses nomes como exemplos e fazer o meu, respeitando os companheiros nessa disputa sadia, em que todos querem o bem. Estou muito feliz de estar aqui novamente, fazendo quase um ano de seleção. Todos sabem que é uma pressão grande, tem que ter personalidade”.

Estreia nas Eliminatórias

Brasil e Bolívia jogam pela primeira rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa de 2022 na próxima sexta-feira (9), às 21h30 (horário de Brasília), na Neo Química Arena, em São Paulo. O duelo seguinte, contra o Peru, será na próxima terça-feira (13), às 21h, em Lima, capital peruana.

Transmissão da Rádio Nacional

Você acompanha Brasil e Bolívia, a partir das 21h30 (horário de Brasília) ao vivo na Rádio Nacional, com locução de André Marques, comentários de Mário Silva, reportagens de Maurício Costa e plantão de Luiz Ferreira.


Fonte: Agência Brasil

Postar um comentário

0 Comentários