Justiça eleitoral suspende divulgação de duas pesquisas em Feira de Santana

 

As pesquisas seriam divulgadas nos dias 28 e 30 de outubro

A juíza da 156ª Zona Eleitoral de Feira de Santana-BA, Dalia Zaro Queiroz, atendeu ao pedido da assessoria jurídica da candidata da Professora Dayane Pimentel, e determinou a suspensão de duas pesquisas eleitorais realizadas no município.

A primeira decisão liminar foi anunciada na terça-feira (27) e impugnou a pesquisa realizada pela Seculus Consultoria e Assessoria Ltda ME; a segunda decisão em caráter liminar foi publicada na quinta-feira (29) e impugnou a pesquisa da Real Time Big Data - Gestão de Dados Eireli. As pesquisas seriam divulgadas nos dias 28 e 30 de outubro.

Segundo a assessoria jurídica de Dayane, a pesquisa da Seculus continha erro na base de cálculo da margem de erro e também não constavam os nomes de todos os candidatos, “o que, inequivocamente, tornaria o resultado diverso da realidade”. A magistrada estabeleceu multa de R$ 52.205,00 em caso de descumprimento da liminar. O Acorda Cidade está apurando quais nomes de candidatos não foram incluídos. 

Já sobre o levantamento realizado pela Real Time Big Data e cujos resultados seriam divulgados ontem (30), a assessoria diz que continha as seguintes irregularidades: erro quanto à base de cálculo na margem de erro estabelecida, nomenclatura errônea de candidato e também não constavam os nomes de todos os postulantes ao Paço Municipal. O descumprimento da liminar ocasionará multa de R$ 53.205,00.

A assessoria argumenta que essas irregularidades ferem artigos da resolução 23.600/2019 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Postar um comentário

0 Comentários