Histórias e personagens: a coluna que é palco de gente bacana

 



Folha Vitória - Em 65 anos de colunismo diário, isto é, em quase 24 mil colunas publicadas, centenas de personalidades passaram pelo olhar atento de Helio e, claro, pelo interesse do leitor. Mas a coluna, esse verdadeiro palco de gente bacana, sempre foi muito mais do que isso. Nunca foi só uma vitrine da high society, mas um retrato do que acontece de importante na sociedade capixaba.
 

Ao conversar com Helio se percebe que a coluna é na verdade um grande encontro de amigos. Por lá, além de grandes eventos e festas, reuniões familiares e informações de interesse público são constantes. Segundo Helio, ser colunista é escrever no estilo terra a terra, mais fácil de ler, e isso ele faz como ninguém.

E ao longo de tanta história no jornalismo capixaba, algumas histórias, e personagens, merecem um certo destaque. Como disse o Ministro do Supremo Tribunal Federal do Brasil (1990-2006), Carlos Velloso, durante sua posse como presidente do STF: "Costumo dizer que, se o evento passa pela Coluna Helio Dórea, fica mais importante". 

Para começar, vou ressaltar três pessoas fora de série, nas palavras do próprio colunista, e que também foram homenageadas no seu livro "Gente Bacana", mais um sucesso em sua vida: Aldo Amigo, Gersino Coser e Gilson Cavalini. Agora algumas mulheres muito importantes na vida do colunista, também homenageadas em sua obra: Amélia Loureiro Castro, Lourdes Benezath Abaurre, Alice Murad e Arlete Miguel Pernambuco. Só para citar, lembro que o lançamento do livro foi um estrondo, com mais de mil exemplares vendidos na noite festiva. 

Um dos grandes amigos do colunista foi o empresário Gilberto Michelini, que ao lado da esposa Diva, acompanhou o casal Dórea em várias viagens pelo mundo, e é apontado por Helio como o maior anfitrião que o Espírito Santo já teve. Gilberto, que atuava no segmento de exportação de café, também foi cônsul da Finlândia no estado. Com relação ao amigos dois momentos marcantes: um cruzeiro que começou em Amsterdam, na Holanda, e terminou em um restaurante especializado em carne de urso em Helsinque, na Finlândia, e um inesquecível jantar de gala.

Foto: arquivo pessoal
                     Em jantar de gala na capital da Finlândia, com Diva e Gilberto Michelini

Outro importante amigo que Helio leva no peito é Jônice Tristão, uma das maiores personalidades da história empresarial e social do Espírito Santo. A longa amizade começou de uma forma inusitada, após Helio ser convidado para fazer parte do júri que escolheria, em Afonso Cláudio, a nova miss da cidade. 

Foto: arquivo pessoal
                         Helio entre os  grandes amigos Gilberto Michelini e Jônice Tristão
Outras amizades não poderiam ficar de fora, como o Aylmer Chieppe e sua esposa Maria Luiza Chieppe; Mariza e Jair Coser; Andrea e o ex-prefeito de Vitória Setembrino Pelissari; Irene e Élcio Álvares, Marinete e Roberto Saletto, Jerusa e Gersino Coser, Marília Antunes e Otacílio Coser, Aparecida e Gilson Cavalini, Regina e Adir Bachour, Sônia e Marilio Cabral, Judith e Luiz Gonzaga Oliveira, Anna Angelica e José Cabral, Leda e Adhemar Leal, Izabel e Geraldo Cerutti, Kafinha e Francisco Junger, Licia e Helio Santos, Iná e Gilberto Abaurre, Ormy e Haroldo Santos, Velide e Irajá Rezende, Maria Victoria e Aloizio Faria de Souza, Maria Alice e Ignacio Pessoa, Mariana e Mequinho Buaiz, Penha Lima Correa e Jorge Correa, Adair e Jorge Depes, Maria Alice Lindenberg e tantas outras. Mas, como a reportagem é curta, e o coração do colunista é grande, os outros tantos amigos e personalidades do Espírito Santo podem ser conferidos diariamente na Coluna Helio Dórea no jornal online Folha Vitória.

Quem também pode comprovar a qualidade de anfitrião de Helio Dórea foi o ex-presidente José Sarney (1985-1990), na época senador, que foi hóspede do colunista em sua casa na Praia das Virtudes, em Guarapari. Por incrível que pareça, a visita aconteceu durante o Carnaval. E não é que o dono da cadeira 38 da Academia Brasileira de Letras curtiu demais os dias de descanso e até se fantasiou de oficial da marinha, com direito a quepe e tudo mais. 

Foto: arquivo pessoal
Na foto, o ex-presidente Sarney, uma das figuras mais destacadas na política brasileira, ao lado de Benjamin Gomes e Sonia Cabral

Quando Setembrino Pelissari era prefeito de Vitória, ele e Helio Dórea, na condição de jornalista, foram convidados pelo governo do Amazonas para conhecer Manaus e navegar pelos rios e seus afluentes. imagine só a aventura. Claro, os dois acompanhados das esposas, Regina e Andrea, que adoraram o passeio.

Quem também foi muito amigo de Helio foi o ex-governador Élcio Alvares, já falecido. Em mais de 50 anos de amizade, os dois viveram bons momentos, tanto nos bastidores da política (Élcio também foi deputado federal, estadual, senador e ministro) quanto no jornalismo (os dois dividiram a criação do Jornal Social, sucesso nos anos 1950). Mas essa amizade foi ainda muito maior. Élcio e a esposa Irene foram padrinhos de casamento de D´órea. 

Antes de finalizar, não posso deixar de falar no "Clube dos Legais", que completa em 2020 cinco anos.  Além de Helio Dórea, fazem parte Ronaldo Nascimento, Eleisson de Almeida, Helio Correa Santos, Marilio Cabral e Cacau Monjardim (foto), Adam Emil Czartoryski, Deni Almeida da Conceição, Esdras Leonor, Paulo Sergio Saade e Setembrino Pelissari. Em sua maioria, jornalistas que possuem uma história de destaque no Espírito Santo. Os encontros acontecem todas as primeiras segundas-feiras do mês para um almoço regado a muitas risadas, nostalgia e troca de informações.

Foto: arquivo pessoal

Helio Dórea- 65 anos de Colunismo Social

Conheça mais sobre a história de Helio Dórea, um dos mais importantes contadores de histórias do Espírito Santo, a partir de dez reportagens do Caderno Especial. Em 2020, Helio completa 65 anos de colunismo diário. 

Postar um comentário

0 Comentários