Blitz educativa leva informação a motoristas sobre a importância da ave

 


Caçar, traficar, transportar e manter animais silvestres em cativeiro é crime previsto em lei. Na manhã desta segunda-feira, 5, Dia Mundial da Ave, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Semmam) realizou uma blitz educativa, no Posto da Polícia Rodoviária Federal, às margens da BR 116/Sul. 

Os condutores dos veículos receberam uma cartilha e orientações sobre a importância  das aves. No trabalho de conscientização foi reforçado o que consta na lei federal 9.605/98. 

“Retirar as aves do habitat natural pode provocar surtos de animais peçonhentos e insetos", afirmou o chefe do Departamento de Educação Ambiental, João Dias. Segundo ele, no município,  existem diversas aves em extinção, trazendo graves consequências ao meio ambiente. 

"Exemplo disso, é a seriema e a coruja branca, que são controladores de serpentes, podendo ter também surto de roedores e pragas em lavouras, já que são predadores naturais”, explica.

Ainda de acordo com João Dias, a extinção de aves pode trazer problemas também para a distribuição de sementes e polinização das flores. “São serviços essenciais. Por isso, faço esse apelo: não matem, transportem e nem comercializem pássaros”, enfatizou.

Durante a blitz educativa foram observados possíveis locais que possam transportar esses animais, como o porta-malas, e solicitada a documentação do veículo e do motorista. 

“Caso seja constatado o transporte irregular é feito um termo circunstancial de ocorrência, já que se trata de uma infração penal de menor potencial ofensivo, e encaminhamos o pássaro aos órgãos competentes. Já a pessoa responderá pelo crime”, explica o agente da Polícia Rodoviária Federal, Rafael de Carvalho.

O motorista Delson Alves teve seu veículo abordado e aprovou a ação. “É uma iniciativa muito importante. Os animais devem ter sua liberdade igual a todo mundo", disse. 

Nesta terça-feira, 06, a ação será levada para o distrito de Humildes, no posto da PRF, na BR 101. Já na quarta-feira, 7, pela manhã, o trabalho de sensibilização será realizado com visitas a estabelecimentos agropecuários da cidade. 

Durante este ano na Bahia, conforme dados da PRF, cerca de 2.808 animais silvestres vivos e 29 animais silvestres mortos foram encontrados pelo órgão, sendo que cerca de 90% deles foram aves.


Postar um comentário

0 Comentários