Bares: potenciais pontos de transmissão da Covid-19

 


Locais onde são vistas aglomerações e pessoas sem fazer uso da máscara, os bares de Feira de Santana são as atuais preocupações das autoridades sanitárias por se tornarem potenciais pontos de transmissão da Covid-19, dado ao inadequado comportamento dos frequentadores.

Pessoas juntas, sem a devida proteção, e a ingestão de bebidas alcoólicas são uma combinação perfeita para a disseminação da infecção que ataca os pulmões – visto que a bebida no organismo leva ao relaxamento de todas as medidas de prevenção.

A preocupante situação levou autoridades locais a analisar a possibilidade de nova suspensão do funcionamento destes pontos devido à desobediência dos protocolos elaborados pela Prefeitura.

Um estudo japonês, com o uso de imagens captadas por um supercomputador, mostrou como este vírus se espalha entre um grupo de pessoas que frequenta espaço público, quando uma pessoa está sem a essencial proteção da máscara.

Mostram como as partículas, contaminadas ou não, percorrem até dois metros, com a possibilidade de contaminar quem está à frente – com menor intensidade, e de lado, que recebe uma grande carga viral, numa mesa de bar ou restaurante.

Segundo o estudo, 5% das partículas expelidas atingem que está à frente na mesa e 25% são direcionadas para quem está ao lado – a porcentagem aumenta de acordo com a umidade do ar do local.

Em Feira de Santana, o uso da máscara é obrigatório em locais públicos – comércio, shoppings centers, igrejas, repartições públicas, transporte público. Onde circulam pessoas, nariz, boca e queixo devem estar cobertos.

Recomenda-se que em bares e restaurantes estra proteção mecânica apenas seja retirada para fazer refeições e tomar um drinque. Não é o que preocupantemente está sendo visto nos bares locais.


Postar um comentário

0 Comentários