Recadastramento de idosos e pensionistas está suspenso enquanto durar estado de emergência devido a Covid-19

 


O IPFS (Instituto de Previdência de Feira de Santana) decidiu que a prova de vida de aposentados e pensionistas não deverá ser feita enquanto não for suspenso o estado de emergência no município, em decorrência da pandemia causada pela Covid-19.

Também estão suspensas as visitas técnicas para fins de comprovação de vida. Levou-se em consideração o fato de que o público atendido pelo IPFS é formado basicamente por idosos e por portadores de doenças crônicas – ambos grupo de risco para a doença.

A prova de vida seria feita nas agências da Caixa Econômica Federal, com início previsto para os próximos meses, conforme convênio firmado entre as partes. 

O diretor-presidente da autarquia municipal, Alcione Cedraz, argumenta que a medida provisória do Governo Federal, que instituiu o auxílio emergencial residual, vai manter o mesmo número de pessoas nas agências, que representa risco para os idosos.

A suspensão do recadastramento não influenciará nos pagamentos mensais dos benefícios ou pensões.

Postar um comentário

0 Comentários