Polícia Militar prende acusado de matar técnico em refrigeração

 


A Polícia Militar de Feira de Santana, prendeu no sábado (27) um suspeito de matar no mesmo dia, o técnico em refrigeração Weslley Freitas Ribeiro, de 29 anos. O crime aconteceu na Estrada do Besouro, no bairro Asa Branca, mesmo local onde a vítima morava. Weslley foi atingido por tiros no tórax.

O delegado Rodolfo Faro, da Delegacia de Homicídios (DH), contou que a prisão foi feita por uma guarnição da PM, que também aprendeu a arma utilizada no crime.

“Após a realização do levantamento cadavérico e a coleta de informações no local do crime, chegou-se uma informação posterior de que a arma supostamente utilizada nesse crime, encontrava-se em via pública, na Estrada do Besouro. A Polícia Militar diligenciou-se até o local, a arma acabou sendo apreendida e a polícia tomou conhecimento também de que um indivíduo encontrava-se no hospital vítima de disparo de arma de fogo nas costas. Foram realizadas diligências e em razão de existir uma vítima sobrevivente neste atentado que culminou com a morte de Wesley, internada no hospital, através de uma fotografia desse suspeito, o mesmo acabou sendo reconhecido por esta vítima e outras testemunhas que presenciaram o crime. A equipe de plantão regional acabou autuando em flagrante mesmo com esse indivíduo internado e no dia seguinte, após a alta que o mesmo recebeu, ele foi conduzido para o Complexo de Delegacias”, afirmou.

Rodolfo Faro declarou ainda que o suspeito foi ouvido pela equipe de investigadores da DH, pela delegada plantonista e confessou o delito. Segundo ele, a prisão foi ratificada pelo poder judiciário que já decretou a prisão preventiva do acusado.

O delegado contou que o acusado disse que a motivação do crime aconteceu porque ele estaria sofrendo ameaças por parte da vítima.

“São informações que ainda serão checadas e ele alega que não conhecia, que não teve contato nenhum com a vítima. Mas, que recebia essas ameaças através de mídias sociais. Essa informação será checada e a princípio, não temos essa confirmação. Familiares afirmam que essas ameaças não procedem. A polícia tem um prazo de dez dias, que é o prazo de conclusão do inquérito. Irá trabalhar no sentido de comprovar a motivação desse crime e se de fato ocorreu dessa forma”, salientou

O delegado relatou que o suspeito possui antecedentes por roubo, já tinha cumprido pena em Salvador e estava morando em residindo em Feira de Santana.

No momento em que ele atirou em Weslley, uma jovem que se encontrava no local vendendo rifas foi atingida e socorrida para o hospital.

A arma do crime foi encontrada por policiais militares e o suspeito confirmou que é dele. A mesma foi encaminhada para a perícia para fins de comprovação balística.

Fonte: Acorda Cidade

Postar um comentário

0 Comentários