Polícia Civil realiza operação para localizar suspeitos de praticar homicídios em Feira de Santana

 


A Polícia Civil de Feira de Santana, através da Delegacia de Homicídios (DH) e da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE), deflagrou nesta sexta-feira (25), a operação Atena que tem como objetivo realizar abordagens itinerantes nos bairros com os maiores índices de homicídios e que tem influência de facções criminosas. O delegado Rodolfo Faro, da Delegacia de Homicídios disse ao Acorda Cidade como a operação é aplicada e de acordo com ele, a Polícia Civil também irá cumprir mandados de prisão de pessoas envolvidas em homicídios.


Foto: Divulgação/ Polícia Civil

“Esta operação foi idealizada no sentido de implementar diligências com o objetivo de identificar suspeitos de atividades criminosas em específico, tráfico de drogas, haja vista este tipo de crime é o maior motivador nos crimes de homicídio em Feira de Santana e a operação nada mais é do que a busca de indivíduos suspeitos nesses crimes e a identificação desses suspeitos para cumprimento de mandados de prisão. E, por ventura realizar prisões em flagrantes caso alguém esteja na posse de alguma arma. É um trabalho preventivo, mas direcionado no foco da inteligência da investigação e nós temos alguns bairros já conflagrados entre facções que disputam o comando da atividade criminosa, bairros que estão liderando o número de homicídios em Feira de Santana. Essa operação está sendo direcionada a esses bairros. Serão realizadas diuturnamente diligências em dias aleatórios, horários aleatórios, os bairros serão aleatórios e contamos também com o apoio da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes que nos apoiará nessa missão”, explicou.

Rodolfo Faro relatou ainda que os suspeitos identificados durante a operação Atena, serão catalogados, fotografados, posteriormente investigados e conduzidos, caso haja uma demanda no sentido de que eles sejam ouvidos na delegacia pela prática de crimes. Segundo o delegado, cerca de 70% dos crimes violentos apurados em Feira de Santana, tem como motivação o tráfico de drogas, seja o consumo, a cobrança, as disputas, ou revanches.

“Visando tentar melhorar o índice de elucidação a diminuição de crimes de homicídios essas duas delegacias vão unir esforços no sentido de que esses indivíduos sejam identificados e catalogados. Temos fichas-alvo que serão confeccionadas, os nomes dos mesmos no ato das abordagens serão consultados, verificando o banco de mandados de prisão, se existe prisão preventiva decretada em desfavor dos mesmos e caso haja algum mandado de prisão, será cumprido. Se alguém tiver em posse de algum material ilícito será autuado em flagrante”, salientou.

Foto: Divulgação/ Polícia Civil

O delegado Rodolfo Faro, frisou também que a Polícia Civil conclama a ajuda da população para denunciar de maneira anônima sobre os suspeitos envolvidos em crimes. Ele comentou que o sigilo na denúncia é garantido e as pessoas podem denunciar pelo Disk Denúncia da Delegacia de Homicídios, o WhatsApp: (75) 997034452.

Fonte: Com informações do repórter Carlos Valadares do Programa Nas Ruas e na Polícia

Postar um comentário

0 Comentários