Movimento negro discute aplicação da lei Aldir Blanc entre músicos e capoeiristas

 


Diversos segmentos culturais foram afetados financeiramente pela pandemia da Covid-19, entre eles os capoeiristas e, principalmente, os músicos. Devido a isso, nesta terça-feira, 22, representantes do Núcleo Odungê, do reggae e da capoeira se reuniram na Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) para esclarecer dúvidas sobre a aplicação da lei Aldir Blanc – que proporciona benefício financeiro a espaços culturais.

Para o mestre em capoeira Rony Rosa, o diálogo é importante para entender os seus direitos. Ele ressalta que muitos capoeiristas trabalham exclusivamente com isso e passaram dificuldade financeira nesse período. 

"Tenho um espaço alugado há dois anos e está sendo a maior dificuldade para manter. Estou conseguindo graças a muitos alunos que contribuíram com um valor a mais da mensalidade para dar continuidade ao pagamento do aluguel. Com isso, tenho certeza que esse subsídio vai ajudar muito", disse. 

O cadastro para os espaços culturais já se encontra disponível de forma virtual no site da Prefeitura, podendo também ser feito presencialmente na Secretaria de Cultura, no Mercado de Arte Popular e em oito escolas municipais, situada nos distritos. (Confira os locais no final da matéria)

"Somos a primeira categoria a ser afetada pela pandemia e acho que seremos uma das últimas a retornar, já que dependemos da aglomeração. Estamos há muito tempo parados, desde março, sem entrar dinheiro nenhum e só não está pior porque as pessoas nos conhecem e estão colaborando", relata o músico Dionorina.

Segundo o secretário de Cultura, Jairo Carneiro Filho, reunir os segmentos culturais e discutir a aplicação da lei Aldir Blanc é essencial para atuar de forma democrática. “O diálogo é fundamental e estamos trazendo essas discussões frequentemente aos segmentos culturais que poderão ser beneficiados com o auxílio emergencial", enfatizou.

CADASTRO VIRTUAL: http://www.seadmdmi.feiradesantana.ba.gov.br/gestao-secel/acesso/#/login

LOCAIS PARA CADASTRO

Centro
Mercado de Arte Popular: Avenida Getúlio Vargas, Centro.
Horario: 9:00 às 16:00

Centro
Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer: Rua do Equador, 37, centro.
Horário: 9:00 às 17:00

Distrito  de Ipuaçu
Escola Municipal Agrário de Oliveira  Melo
Horário: 8:00 às 12:00

Distrito de Maria Quitéria
Escola Municipal Dr. Francisco Martins
Horário: 8:00 às 12:00

Distrito Matinha
Escola Anisio Pereira Bernardes
Horário: 8:00 às 12:00

Distrito Humildes
Escola Municipal Dr. João Duarte Guimarães
Horário: 8:00 às 12:00

Distrito Bonfim de Feira
Escola Municipal Álvaro Pereira Boaventura
Horário: 8:00 às 12:00

Distrito Tiquaruçu
Escola Artur Santiago da Mota
Horário: 8:00 às 12:00

Distrito de Jaíba
Escola Municipal Quinze de Novembro
Horário: 8:00 às 12:00

Distrito de Jaguara - Morrinhos
Escola Municipal Antônio Carneiro Lago
Horário: 8:00 às 12:00


Postar um comentário

0 Comentários