Mais uma manifestação da APLB causa transtornos à população

 


Somente neste mês de setembro, a APLB (Sindicato dos Professores) realizou cinco manifestações no centro da cidade, resultando principalmente em transtornos para quem precisa trafegar pelas principais ruas e avenidas da cidade. Reivindicam pagamentos de horas extras e auxílio de deslocamento, benefícios que a Justiça classificou como ilegais, em virtude da suspensão das aulas neste período de pandemia da Covid-19.

 

O Governo Municipal suspendeu o pagamento assim que foi decretado o Estado de Calamidade Pública em decorrência da pandemia. No primeiro momento a APLB obteve êxito no julgamento em primeira instância, mas a decisão da Prefeitura foi mantida pelo Tribunal de Justiça da Bahia, que classificou como ilegais estes pagamentos enquanto as aulas não retornarem. 

Nesta terça-feira (29) a manifestação está voltando a causar transtornos no trânsito, resultando em congestionamentos tanto nas avenidas Getúlio Vargas e Presidente Dutra, bem como nas vias adjacentes, compromentendo não somente o tráfego de veículos, mas causando também grandes prejuízos ao transporte público - reflexo sentido no atraso dos ônibus em todos os bairros da cidade.


Postar um comentário

0 Comentários