Delegado diz que entregador assassinado em residencial no Santo Antônio dos Prazeres foi torturado

 

A Polícia Civil de Feira de Santana já iniciou as investigações do homicídio ocorrido na noite de ontem (8) no residencial Aeroporto no bairro Santo Antônio dos Prazeres, em Feira de Santana, que vitimou o entregador José Robson Barbosa Santos, 19 anos.

De acordo com o delegado Felipe Ghiraldelli, a equipe já está fazendo uma intensa investigação e já apurou que a vítima foi fazer uma entrega que foi acionada por um aplicativo e quando chegou para entregar o hambúrguer, o apartamento estava vazio. Segundo o delegado, provavelmente os envolvidos no homicídio pegaram a vítima e tudo leva a crer que ele foi torturado no local.

“Havia muito sangue no local e posteriormente o corpo dele foi arrastado até atrás do quiosque do condomínio, onde foi encontrado na manhã de hoje. O corpo estava perfurado por diversos tiros. Há uma estimativa que mais de 150 pessoas tenham ouvido o barulho dos gritos dele, haja vista que ele foi torturado ainda quando estava vivo, então as pessoas ouviram, mas não chegou nenhuma informação para nós no horário. Ao que tudo indica até o presente e com as informações que nos foram passadas, a Polícia Militar não foi acionada”, afirmou.

O delegado disse ainda que José Robson Barbosa Santos não tinha nenhum tipo de envolvimento no mundo do crime e estava trabalhando no momento do assassinato. Ele diz que as investigações vão esclarecer o que pode ter motivado o crime.

“Tem uma sigla de uma facção criminosa no muro do condomínio e vamos investigar se existe alguma relação dessa facção com o homicídio. Já fizemos diligências e ouvimos várias pessoas com o objetivo de prender os autores desse crime. Vamos averiguar todas as informações, inclusive o aparelho celular da vítima”, informou.

Fonte: Acorda Cidade

Postar um comentário

0 Comentários