Cresce procura por atendimento em ambulatório do Complexo Materno Infantil

 


No ambulatório médico do Complexo Materno Infantil do Hospital Inácia Pinto dos Santos são feitos cerca de 100 atendimentos diários, em 20 especialidades nesta área.  O número cresceu após um período de queda por causa da pandemia do coronavírus. Contudo, a unidade não suspendeu o atendimento ambulatorial, apenas reduziu em 50%, tomando medidas rigorosas de controle contra a Covid-19, uma vez que são serviços essenciais para a população.

De janeiro até agora foram feitas 30.739 mil consultas no ambulatório, comparando o mesmo período do ano passado antes da pandemia com 54. 849 consultas realizadas. Nos primeiros oito meses deste ano foram realizados 197.290 mil exames no Laboratório de Análises Clinicas do Hospital da Mulher. Os serviços ofertados à população são gratuitos, através do SUS (Serviço Único de Saúde) e com recursos do Tesouro Municipal. 

A médica pediatra, Rosália de Souza Alves, observa que os plantões antes da pandemia eram mais intensos e que alguns pacientes se recusaram a procurar atendimento por medo e, devido a isso, algumas consultas tiveram que ser remarcadas.

“Esperamos que, a partir de agora, as pessoas adquiram mais confiança, venham para as consultas previamente marcadas, obedecendo as regras de distanciamento. O Hospital da Mulher é o único com atendimento ambulatorial especializado em pediatria, com retorno dos bebês que nasceram na unidade com atendimento gratuito. É porta aberta para casos de urgência obstétrica e com acompanhamento para gestação de alto risco e prematuros”, frisou a médica. 

A diretora presidente da Fundação Hospitalar de Feira de Santana, Gilberte Lucas, assegura que todos os cuidados são adotados para evitar contaminação pelo coronavírus, na unidade hospitalar.

"Estamos com equipe técnica preparada que orientam as pessoas sobre as regras de distanciamento e ao adentrar na unidade, os profissionais utilizam o álcool em gel e o aparelho de aferição de temperatura, que é uma ferramenta importante no controle da pandemia", ressalta. 

Gilberte Lucas afirma ainda que o Complexo Materno Infantil prima pela qualidade e humanização no atendimento. “Buscamos ofertar o que há de melhor em atendimento para a gestante e para o recém-nascido e para casos específicos como, uma gestação de risco, disponibilizamos o acompanhamento desde o pré-natal até o bebê completar um ano”, pontua
.
ESPECIALIDADES MATERNO INFANTIL 

No Complexo Materno Infantil os usuários têm acesso as seguintes especialidades: cardiologia pediátrico; ortopedia pediátrico; pediatria geral; cirurgião pediátrico; endocrinologia pediátrico; gastroenterologia pediátrico; pneumologia pediátrico; neurologia pediátrico; hematologia pediátrica; nefrologia pediátrico, além de mastologia e ginecologia obstétrica, fonoaudiologia pediátrica, psicologia, nutrição e fisioterapia infantil, fisioterapia pélvica, assim como consulta pré-natal e consulta climatério, avaliação com enfermeiras obstetras, puerpério e planejamento familiar. Além disso, realiza vários exames de imagem, como Ultrassom Transfontonela e obstétrico.

A equipe do complexo é composta por 23 pediatras e dez médicos da área de ginecologia obstétrica. Também conta com enfermeiros obstétricos e médicos residentes que dão assistência 24 horas. Vale lembrar que a unidade de saúde atende a cerca de 80 municípios pactuados, cujos pacientes vêm para emergência, além dos feirenses - mais 28 mil gestantes foram atendidas na emergência, entre janeiro a julho deste ano. 

A dona de casa Gilmara Andrade Rocha, 37 anos, moradora do povoado Tapera, em São Gonçalo dos Campos, teve alta hospitalar após 11 dias do nascimento de Daniel. O recém-nascido ficou internado após complicações pós-parto. “Fiquei tranquila, porque enquanto meu filho esteve internado eu fui acolhida na Casa da Puérpera. Perto dele fiquei aliviada, melhor assim. Se levo logo para casa poderia não estar vivo. Agradeço aos médicos e toda forma de carinho que recebi”, diz. 

O Ambulatório do Complexo Materno Infantil funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. Está localizado na rua da Barra, nº 705, bairro Jardim Cruzeiro. Telefone: (75) 3602-7199.

Postar um comentário

0 Comentários