Apesar da Pandemia, o feirense tem o que comemorar no 187º aniversário de emancipação

 


No ano em que Feira de Santana completa os seus 187 anos de emancipação político-administrativa, oficialmente celebrado no dia 18 de setembro, um pacote de obras relevantes vem sendo preparado pelo Governo Municipal para ser entregue à população, que tem nestes equipamentos públicos bons motivos para comemorar a data magna da sua cidade.

Neste ano especialmente atípico, que exigiu das várias esferas governamentais a aplicação de meios e recursos extraordinários para combater com urgência e eficácia a Covid-19, o Governo Municipal, além de não dá trégua ao combate da doença infecciosa, também manteve o foco no andamento das obras que vinham sendo tocadas.

Enquanto, de forma transversal, as secretarias municipais, seguindo às orientações sanitárias, dão suporte ao enfrentamento que a Secretaria de Saúde vem tendo para atender os pacientes da Pandemia, a máquina administrativa não se descuidou dos compromissos firmados com a população.

Assim, obras de grande impacto socioeconômico estão prestes a serem entregues, a exemplo do Centro Comercial Popular, o mais arrojado empreendimento do gênero, em construção no Nordeste. O equipamento conta com mais de 2.200 lojas, e vai contemplar 1.800 camelôs que comercializam suas mercadorias no Centro da cidade.

Requalificação do Centro
A transferência do comércio informal para o novo Centro Comercial,  é parte do Projeto Pacto da Feira, lançado em 2013, iniciativa que tem como um dos focos principais promover a requalificação urbana das ruas que compõem o Centro Histórico de Feira de Santana, cujas obras se encontram aceleradas e estão orçadas em R$ 58 milhões.

As obras foram iniciadas pelas ruas Marechal Deodoro, Conselheiro Franco, Sales Barbosa, Recife, além da Avenida Senhor dos Passos. O objetivo deste investimento é tornar o centro da cidade um lugar melhor para as pessoas irem às compras, o que  envolve calçadas mais amplas, logradouros mais bem iluminados, equipamentos de combate a incêndio, uma moderna sinalização de trânsito, área para  estacionamento e mais segurança.
 
Obras do BRT
Capacitado para transportar uma demanda estimada em 60 mil passageiros por dia, oferecendo pontualidade, conforto, maior mobilidade  e rapidez, a implantação do BRT (Transporte Rápido por Ônibus) de Feira de Santana é mais uma importante obra a ser inaugurada pelo Governo Municipal. Financiado pela Caixa Econômica e autorizado pelo Ministério das Cidades, o projeto  vai custar R$ 94.556 milhões aos cores municipais, e o Sistema vai abranger 9,5 quilômetros de vias expressas, tendo como corredores principais de ônibus articulados as Avenidas João Durval Carneiro e Getúlio Vargas.
 
Complexo Educacional
Outro bom motivo para a população comemorar a data histórica, são as obras do Complexo Educacional que vem sendo erguido na área do antigo Feira Tênis Clube. O equipamento abrigará o maior complexo educacional infantil do interior do Estado, e a sede própria da Secretaria Municipal de Educação.

Ao custo estimado entre R$ 25 a R$ 30 milhões, o projeto conta com sete andares administrativos, auditórios, centro de formação continuada, espaço para crianças com cuidados especiais, um edifício garagem, piscinas, além do Ginásio de Esportes Péricles Valadares.

Postar um comentário

0 Comentários