Média móvel mostra queda de contaminação de 30,6 por cento por Covid-19 em Feira de Santana



A redução de novos casos de Covid-19 em Feira de Santana, levando-se em consideração a variável média móvel, chegou a 30,6% quando comparadas as médias diárias entre 27 de julho a 2 de agosto e 14 a 20 de julho.

A quantidade de contaminados caiu de 797 – 113/dia 20 de julho, para 553 – 79/dia 2 de agosto. Neste mesmo período, a Bahia registrou o crescimento médio diário de 30%: passou de 2.343 casos para 3.185.

Os números mostram tendência de queda de contaminação pela doença no município, de acordo com este indicador. Chega-se à média móvel somando o número de casos registrados na semana analisada, dividindo o resultado por sete – o número de dias.

Os especialistas afirmam que esta é a melhor forma de acompanhar a evolução da pandemia por apresentar números mais reais, diariamente. E por contar duas semanas, justamente o tempo de incubação e cura da doença, nos casos que não apresentam gravidade.

No mesmo período comparado, a média móvel de pacientes recuperados da doença foi positiva em pouco mais de 70%. Passaram de 621 pessoas livres da Covid-19 para 1.057 pacientes que não mais têm o vírus no organismo.

Esta metodologia de verificação, de acordo com especialistas, mostra o quadro com números mais próximos da realidade, porque o acompanhamento é diário e corrige distorções devido ao represamento que acontece nos finais de semana, por exemplo.

Outra informação relacionada é que o período de duas semanas coincide com o período de incubação do vírus. Esta fase da doença leva em média cinco dias e, geralmente, as pessoas procuram orientação médica depois do sétimo dia dos sintomas, de acordo com especialistas.

Postar um comentário

0 Comentários