Indicadores da saúde foram decisivos para reabertura de restaurantes e lanchonetes



Os indicadores da saúde foram decisivos para a reabertura dos restaurantes e lanchonetes, a partir desta terça-feira, 4. É o que afirmou o prefeito Colbert Martins Filho, na manhã desta segunda-feira, 3, na coletiva online. Contudo, terão que obedecer ao protocolo de segurança que proteja funcionários e clientes da contaminação pela Covid-19.

 

“Os números nos faz persistir na retomada econômica”, afirmou o prefeito. Colbert Filho disse que no Hospital de Campanha, nesta segunda-feira, metade dos 18 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) estava ocupada e que 60% dos 50 leitos clínicos não estavam ocupados.

Para ele, o passo dado foi importante e que era necessário. “Demos um voto de confiança para os empresários do setor, que em dado momento passaram a ter dificuldades”.

O prefeito alertou que nesses espaços os níveis de transmissão da doença são grandes. “Sem o compromisso, da mesma forma que abrimos, voltamos a fechá-los”. 

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

Os restaurantes – menos os self-service – deverão abrir para almoço das 11h às 15h e o jantar entre 17h e 21h. O espaçamento entre as mesas será de dois metros. Estrutura instalada deverá ser de 40% da quantidade de mesas. Apenas será autorizado o serviço à la carte e as mesas deverão ser desinfectadas logo após a saída do cliente.

Também será exigido o uso de EPIs (Equipamento de Proteção Individual) que garantam segurança entre as partes, bem como orientações sobre distanciamento entre clientes e funcionários. Não serão permitidos eventos que promovam a aglomeração.

As lanchonetes estão autorizadas a funcionar entre 8h e 17h, com capacidade instalada de dois metros, tanto entre as mesas como para o pagamento. Estes estabelecimentos não abrem desde o final de março. Os bares, desde que localizados em restaurantes, não foram autorizados a abrir.

A FPI (Fiscalização Preventiva Integrada) vai atuar à noite, principalmente.


Postar um comentário

0 Comentários