Hospital de Campanha: uma semana sem óbitos



Entre os dias 26 de julho e 2 de agosto, o Hospital de Campanha, onde são atendidos os pacientes infectados pela Covid-19 regulados pela rede municipal, não registrou óbito.

Em entrevista, o diretor Francisco Mota relacionou a situação à redução de casos positivos à doença nas últimas semanas.

Outro fator, de acordo com ele, foi a mudança nos critérios de internação, definida pelo prefeito Colbert Filho, coordenação médica do hospital e pelo Comitê Municipal de Controle ao Coronavírus.

Neste encontro ficou definido que as internações seriam mais precoces, principalmente para os grupos de risco - diabéticos, hipertensos, obesos e portadores de doenças pulmonares.

Ainda segundo o diretor, a ampliação dos leitos de UTI, de 10 para 18, ofereceu maior suporte para que os casos positivos fossem internados.

Desde que foi aberto, há dois meses, o Hospital de Campanha já recebeu 209 pacientes. Destes, 36 morreram.


Postar um comentário

0 Comentários