'Se alguém marcou a data de entrega do Clériston II, não fui eu', dispara Rui


Diante do número crescente de casos de coronavírus em Feira de Santana, a entrega do Hospital Geral Clériston Andrade II, que terá 40 leitos de UTI destinados a pessoas com covid-19, é muito aguardada pela a população, mas já teve duas datas adiadas. O andamento da obra tem sido divulgado na imprensa local principalmente pelo deputado federal José Neto (PT). Ao ser questionado esta semana sobre o atraso na entrega, o governador Rui Costa disparou: “Até recebi mensagens dizendo que eu tinha adiado a inauguração do Clériston, mas não adiei, porque não marquei entrega. Se alguém marcou a data, não fui eu. Só marco entrega, quando a obra está concluída. A entrega de obra, por mais que a empresa e responsáveis façam previsão, eu não divulgo antes de está concluída, justamente para evitar isso”. Segundo o governador, esta semana chegou o último equipamento que faltava para instalação de ar condicionado e é necessário até seis dias para que esse trabalho seja feito. Quando tudo estiver finalizado, Rui disse que avisará a imprensa e fará uma visita ao hospital, já que não é possível ter inauguração. (Orisa Gomes)


O que de fato se observou na fala do governador Rui Costa é que a decisão de inauguração do Clériston Andrade II será dele e não de alguns que se intitulam representantes do governo. Portanto, ficou bem claro no que ele disse aos órgãos de impressa. "No dia que estiver pronto eu aviso um dia antes e vou lá e inauguro, pois não precisa de aglomeração para entregar a obra devido a pandemia".

Fonte: Acorda Cidade com a Redação.

Postar um comentário

0 Comentários