População volta a reclamar de problemas com pagamento do auxílio emergencial e atendimento em agências da Caixa


Com a liberação de pagamentos de benefícios sociais como auxílio emergencial, pagamento do Abono Salarial do PIS e  Saque Emergencial do FGTS, milhares de pessoas voltaram às aglomerações das filas nas agências da Caixa Econômica Federal.

Em Feira de Santana o Acorda Cidade conversou com alguns beneficiários na agência da Rua Aristides Novis, que precisaram sair de casa em um momento de pico de pandemia de covid-19 para resolver problemas com pagamento na sexta-feira (4), e até flagrou pessoas passando mal na fila. Em um dos casos foi preciso acionar uma equipe do Serviço Móvel de Urgência (Samu). Além disso, o aplicativo Caixa Tem vem apresentando instabilidade dificultando as transações financeiras online.
A dona de casa Edilma Macedo disse que chegou às 8h30 e que além da falta de organização, é grande o tempo de espera para o atendimento.
“Muita gente, um por cima do outro, cheguei às 8h30 e já são quase 12h. Quero resolver meu auxílio emergencial porque fui consultar na quarta-feira e tinha o valor de R$ 600 reais, mas depois fui olhar de novo e tinha a informação de que esse valor todo foi debitado. O dinheiro sumiu da minha conta. Recebi a primeira e a segunda e agora na terceira clonaram meu CPF e está mostrando que eu passei o valor na maquineta. Um problemão”, lamentou.
Rose Mendes contou que no aplicativo consta que ela tem o saldo de R$ 600, mas não consegue utilizar o dinheiro. “E ainda por cima tem a dificuldade de usar o aplicativo, tem essa tal sala de espera. Recebi a primeira parcela porque caiu na minha conta e não recebi nem a segunda e nem a terceira. A empresa onde eu trabalhava fechou e esse auxílio de emergencial não tem nada,” reclamou a beneficiária após passar mais de três horas na fila.
A autônoma Rafaela Silva disse ao Acorda Cidade que recebeu a primeira também porque caiu diretamente na conta da Caixa, porém a segunda e a terceira que precisam do aplicativo para ter acesso, ela não conseguiu sacar. “Consta lá um e-mail que não é o meu e creio que hackearam a minha conta e vim aqui resolver isso”, disse. 
Em caso de fraude com o aplicativo a vítima deve registrar queixa da delegacia.

Postar um comentário

0 Comentários