Homem é assassinado enquanto assistia TV em residencial no bairro Conceição


Um homem foi assassinado a tiros por volta das 14h30 desta quinta-feira (2) no interior de um dos apartamentos do residencial Nova Conceição, conhecido como B13, no bairro Conceição em Feira de Santana. Segundo informações da namorada, que está grávida de três meses e também estava dentro do imóvel, Alexandre Barreto Assis, 20 anos, estava sentado no sofá quando o local foi invadido.


Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade
“Eles chegaram dizendo que queriam pirão, que nós vendemos, e eu tava no banheiro. Não vi nada, só ouvi os tiros. Uma amiga e uma criança também estavam dentro do apartamento e a gente correu pra dentro do quarto e ficou segurando a porta com medo de eles invadirem e matarem a gente também. Alexandre estava sentado no sofá e não teve como se defender”, relatou.
Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade
Ela disse ainda que só saiu do quarto com as outras pessoas, quando os vizinhos gritaram que a casa estava pegando fogo.
“O povo falou que estava pegando fogo e a gente saiu do quarto correndo, mas não sei o que aconteceu, não sei se eles queriam colocar fogo no corpo ou no apartamento. Os vizinhos jogaram água”.
Segundo a namorada da vítima, Alexandre já teve envolvimento com drogas, mas no momento estava trabalhando. Eles tinham cinco meses morando juntos.

Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade
Ao Acorda Cidade a delegada Thiara Ramos informou que a vítima foi alvejada nas mãos, cabeça e tórax e que ele não morava no apartamento onde foi morto.
“Essa residência não é o local onde ele mora. Ele estava aqui desde a noite de ontem com a namorada que também é proprietária da residência. O corpo ostenta perfurações de arma de fogo e apresenta na parte superior, indícios de que teria sido ateado fogo. A gente ainda não sabe se foi decorrente da própria ação dos disparos em contato com algum tipo de material na residência ou se de fato foi ateado fogo propositadamente. Os peritos levantaram uma quantidade considerável de perfurações de arma de fogo pelo corpo, e em relação à abordagem como os autores chegaram vamos investigar. Eles teriam chegado pedindo o tipo de comida que é comercializada nesta residência pela proprietária”, relatou a delegada.
A guarnição Sertão 66 preservou o local do crime.
Fonte: Acorda Cidade 
Fotos: Aldo Matos/Acorda Cidade

Postar um comentário

0 Comentários