Decarga apreende carregamento de bolsas e calçados falsificados avaliado em mais de R$ 700 mil



Policiais civis da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas em Rodovias (Decarga), em Feira de Santana, com o apoio da Polícia Civil de Minas Gerais, prenderam um motorista de 47 anos, na BR-116 na altura do distrito de Ipuaçu, e apreenderam toneladas de sapatos, tênis, sandálias e bolsas falsificadas com nomes de marcas famosas e sem nota fiscal.

A apreensão realizada na noite da última segunda-feira (27), teve o resultado divulgado na manhã desta quarta-feira (29), e faz parte do desdobramento à operação anterior, que apreendeu um caminhão com 31.018 pares de calçados e 60 bolsas no dia 10 de Julho (Relembre aqui). 

Segundo a delegacia especializada, que tem como titular o delegado Gustavo Coutinho, a carga avaliada em mais de 700 mil reais foi produzida no Estado de Minas, na cidade de Nova Serrana, e transportada em uma carreta com placa de Campina Grande (PB) e logomarca de água mineral, para despistar a fiscalização. O destino eram cidades do Nordeste.

“O responsável pela compra e distribuição desses produtos já foi identificado e responderá inquérito criminal, sendo empresário residente no estado da Paraíba e dono de uma frota de caminhões que realiza o transporte clandestino. É importante ressaltar que devido aos produtos pirateados e contrabandeados, o Brasil deixa de arrecadar bilhões em impostos o que significa menos saúde, menos escolas, menos hospitais e menos segurança para a população. Novas operações vão ser desencadeadas nos próximos dias para coibir esse tipo de crime”, informa.

Fotos: Decarga

Ainda segundo a Decarga, após contabilização constatou-se que foram apreendidos mais de 5.200 pares de sapatos, tênis, sandálias e bolsas falsificadas e sem nota fiscal de marcas famosas entre elas Nike, Adidas, Lacoste, Calvin Klein, Schutz, Kenner, Puma, Reserva e All Star.

Fonte: Acorda Cidade 

Postar um comentário

0 Comentários