A Volta do Bando Anunciador está no portal Memorial da Feira


A pandemia da Covid 19 impediu, agora no mês de julho, o desfile do Bando Anunciador, cortejo profano e irreverente que anuncia as comemorações religiosas em homenagem a Senhora Sant´Anna, padroeira de Feira de Santana. É a primeira vez que o desfile deixa de ser realizado, desde que foi retomado, no ano de 2007, pela Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), através do Cuca, Centro Universitário de Cultura e Arte.

O Bando Anunciador, que na verdade reúne vários “bandos” de várias partes da cidade, é uma das mais antigas tradições de Feira de Santana, remontando ao século XIX, mas foi extinto em 1987 pela Prefeitura e pela então Diocese de Feira de Santana. Em 2007, foi ressuscitado pelo Cuca, e de lá para cá o desfile foi crescendo cada vez mais, recuperando a força, a irreverência e a representatividade cultural que possuía no passado.
A retomada dessa rica manifestação da cultura popular de Feira de Santana é tema do documentário A Volta do Bando Anunciador, que está sendo exibido no MEMORIAL DA FEIRA, portal mantido na Internet pela Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Comunicação Social. Com 30 minutos de duração, o documentário foi realizado pela Uefs, e traz depoimentos de várias pessoas direta ou indiretamente ligadas ao evento, como José Inácio Belmonte, antigo organizador do bando dos Olhos D´água, as antigas festeiras Antonieta Ribeiro e Maria de Lourdes Santana, o cantor e compositor Carlos Pitta, o publicitário Antonio Miranda, o arquiteto e artista plástico Juraci Dórea, a pesquisadora Lenilda Carneiro, a então diretora do Cuca, Selma Soares, e o padre Pedro Júnior, pároco da Catedral de Santana, que explica porque a Igreja interditou o desfile do Bando Anunciador. A direção do documentário é do jornalista Marcondes Araujo.
Volta do Bando Anunciador está na seção Relíquias de Feira. O portal MEMORIAL DA FEIRA pode ser visto na internet, no endereço www.memorialdafeira.ba.gov.br.

Postar um comentário

0 Comentários