Semmam constata que buraco em residência se formou de uma antiga cisterna


A Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Semmam) concluiu que um buraco que se formou no quintal de uma residência, no bairro Brasília, é decorrente de uma antiga cisterna. O fato ocorreu na casa da aposentada Lurdes Maria Pinheiro, na rua Felinto Marques de Cerqueira.
 
A moradora procurou a Prefeitura ao constatar que o quintal da sua casa estava cedendo e um buraco, agora com 5 metros de profundidade, se formou em poucos dias. "Eu estou assustada e não consigo dormir direito", relatou a aposentada Lurdes Maria Pinheiro. 
Acionada pela Defesa Civil, a equipe da Semmam retornou a casa da aposentada, na manhã desta segunda-feira, 29. Esta foi a terceira vez que prepostos da Prefeitura visitam o imóvel de número 1.140. 
O chefe do Departamento de Educação Ambiental, João Dias, acredita que o buraco é proveniente de uma antiga cisterna. "Diante dos relatos dos moradores e com base nas informações que nos foram fornecidas, além da avaliação da área, concluímos que o problema foi causado pelo rebaixamento do solo no local onde havia uma cisterna", afirma.
Algumas residênciais no entorno da casa da aposentada também receberam a equipe da Semmam com intuito de constatar se o problema se repetia.

Postar um comentário

0 Comentários