Sedeso passa a recolher óleo de fritura usado


A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedeso), órgão do Governo do prefeito Colbert Martins Filho, passa a ser ponto de coleta de óleo de frituras e dendê usados. A iniciativa, através de parceria com o Movimento Água é Vida (MAV), marca o Dia Mundial do Meio Ambiente e visa evitar a contaminação ambiental com o descarte irregular destes resíduos.

O coordenador do MAV, Carlos Souza, alerta as pessoas sobre a destinação que costumam dar aos resíduos de óleo de cozinha. “A questão é a seguinte: você joga o óleo aonde? Pois bem, cada livro de óleo pode contaminar até 1 milhão de litros de água no meio ambiente quando descartado irregularmente”, alertou.
O óleo de gorduras residuais(OGR) recolhido pelo MAV, conforme Geovane Figueiredo, do setor administrativo da entidade, é destinado tanto à Petrobras para produção de biocombustível quanto para empresa de sabão. “São ações que o ambiente agradece e que tem grande repercussão em nível de sustentabilidade em favor do meio ambiente e da população”, afirmou.
O chefe de gabinete da Sedeso, Pedro Américo, observa que a secretaria pretende recolher tanto o óleo residual gerado pelos próprios funcionários do órgão municipal como também da comunidade. “É mais um incentivo para reforçar a educação ambiental. A Sedeso já tem participação importante em parceria com o MAV, estimulando outros equipamentos discutirem questões ambientais”, observou.

Postar um comentário

0 Comentários