Por que as buscas por Madeleine McCann ganharam novo reforço financeiro do governo britânico

Imagem: googleimagem

Madeleine tinha três anos quando foi vista pela última vez, em maio de 2007, enquanto passava o feriado com os país na Praia da Luz, em Portugal.


A investigação policial do desaparecimento de Madeleine McCann recebeu um novo financiamento público no valor de 150 mil libras (R$ 740 mil), para serem gastos nos próximos seis meses. Até agora, já foram gastos 11,75 milhões de libras (R$ 58 milhões) nas buscas.

Madeleine tinha três anos quando foi vista pela última vez, em maio de 2007, enquanto passava o feriado com os pais na Praia da Luz, em Portugal.

A Polícia Metropolitana de Londres deu início às investigações em 2011, depois que a investigação original conduzida por Portugal não teve sucesso. A cada seis meses, os detetives vêm solicitando novos financiamentos para o Ministério do Interior do Reino Unido.

No ano passado, autoridades afirmaram que "uma linha essencial de investigação" ainda estava em curso.

Os pais de Madeleine, Kate and Gerry McCann, vêm fazendo pedidos para que as autoridades nunca desistam de buscar por sua filha, que desapareceu do apartamento de férias da família enquanto eles estavam jantando em um restaurante próximo.

Quando o desaparecimento de Madeleine completou 10 anos, em maio do ano passado, a polícia informou que já havia investigado 40 mil documentos e 600 pessoas.

"A vida é cheia e ocupada, o que ajuda, mas Madeleine ainda está desaparecida e sentimos enormemente sua falta", declarou o pai Gerry McCann, em maio deste ano, ao completarem-se 11 anos do desaparecimento. "Ela ainda é nossa menininha e nós vamos nos esforçar para fazer tudo que for necessário para encontrá-la. Muito obrigada por nos apoiarem nessa missão".

BBC Brasil - Todos os direitos reservados - É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Fonte: R7

Postar um comentário

0 Comentários