Fechamento da feira livre do bairro Tomba aumenta movimento na feirinha da Estação Nova


Os comerciantes da feirinha da Estação Nova em Feira de Santana observaram um fluxo maior de consumidores neste fim de semana. Segundo eles, os clientes do bairro Tomba migraram para lá por causa do fechamento dos estabelecimentos comerciais e feiras livres no bairro neste sábado e domingo como medida de combate à disseminação do novo coronavírus (covid-19). O bairro Tomba tem mais de 50 casos confirmados da doença.


A reportagem do Acorda Cidade esteve na feirinha da Estação Nova por volta das 11h e conversou com alguns feirantes. Todos eles disseram que encerrariam por volta do meio-dia ou já estavam encerrando, porque praticamente toda a mercadoria foi comercializada pela manhã.
É o caso da comerciante Elayne Araújo que inclusive atendeu pessoas que disseram que são do bairro Tomba.
“Com certeza o fechamento da feirinha do Tomba refletiu aqui. Estou percebendo um movimento maior em relação às feiras anteriores. Está bem maior o fluxo de pessoas, eu chego aqui 6h e até agora está um fluxo constante. Uma hora dessa geralmente eu estou com mais mercadorias e hoje já acabou tudo. O movimento foi ótimo. Três que clientes que moram no Tomba e no Tamandari contaram que vieram porque a feira de lá fechou”, informou a comerciante de frutas e verduras ao Acorda Cidade.
 

Danilo Machado, comerciante de verduras e legumes, também disse que o movimento foi maior. “Já por volta do meio-dia não tem mais nada, vendemos bem hoje. O movimento de pessoas foi maior que no domingo passado.”
Maria Paulina Alves, que comercializa hortaliças, disse ao Acorda Cidade que o movimento dobrou.

“Realmente aumentou bastante a procura, a aglomeração de pessoas está imensa, e as pessoas ficam até com receio por causa da aglomeração. O movimento dobrou. O meu horário de ir para casa é de 14 para 15h e hoje às 11h já acabei. As vendas dobraram e todo mundo já está limpando as barracas para irem embora daqui a pouco”, relatou.

 

O Acorda Cidade também localizou uma feirante do bairro Tomba. Jaciara Militão reclamou do fechamento e destacou que é grande a falta consciência da população para evitar a doença.
“Vai acontecer um déficit muito grande para os feirantes e comerciantes do Tomba. Foram obrigados a fechar o comércio e isso está prejudicando nós comerciantes e prejudicando também a população porque folga a feira do Tomba e aperta a da Estação Nova e outras feirinhas. Aqui na Estação Nova está superlotada, há muitas pessoas sem máscaras e sem os cuidados necessários. Eu acho que o que deveria ser feito a respeito disso é conscientizar a população porque a população está adoecendo por falta de conscientização. Se as pessoas se conscientizarem que tem que usar máscaras, usar álcool em gel, higienizar as mãos, os objetos, tudo isso pode ser evitado. Depende de cada um, e não é fechando o comércio que vai impedir a propagação do vírus. A outra coisa que tenho para falar é que o povo está se reunindo em suas casas. De qualquer forma o povo está se aglomerando. As pessoas estão adoecendo desta forma. Cada vez que o prefeito faz essas medidas de prevenção eu estou vendo só a doença se expandindo”, opinou.

Fonte: Acorda Cidade

Postar um comentário

0 Comentários