Como se adequar à advocacia virtual: 10 dicas para se tornar um advogado digital


Você pode abrir um escritório online agora mesmo e começar a ter acesso a diversos casos do seu segmento em todo o Brasil ou talvez até já tenha passado a agendar atendimentos virtuais durante a quarentena. Nesse artigo trazemos 9 dicas para você se adequar a essa nova realidade e fazer ótimos atendimentos.

Um escritório de advocacia digital é o que concentra seus esforços de visibilidade e atendimento dos clientes em um dos canais mais utilizados do mundo: a internet.
“Como ter um escritório de advocacia virtual?”, talvez, seja uma das perguntas mais relevantes no mundo jurídico agora.
E pode ser que já esteja respondida, inclusive.
Com a maioria dos escritórios de advocacia de portas fechadas por conta do isolamento social e uma enorme tendência para o trabalho remoto quando as coisas voltarem ao "normal", muitos advogados, de maneira definitiva, já fecharam as portas do seu escritório para atuar de forma totalmente online - ou virtual, como você preferir.
A grande pergunta, agora, pode ser: "será que isso vai dar certo para mim?"
Neste texto vamos te mostrar que ter um escritório de advocacia online é possível e dará certo com essas 10 dicas.

1. O que é essencial para você?

Se você está advogando de casa desde o início do isolamento social deve ter percebido que poucas coisas são essenciais para advogar: uma conexão com a internet, um computador, o seu token, uma mesa, uma cadeira e, principalmente, alguns contatos que sabem como te encontrar se precisarem de um advogado.
Para muitos, ter um escritório suntuoso no centro da cidade faz parte do sonho de ser um advogado, mas, se você quer ter um escritório de advocacia virtual, liste o que é essencial para você e bom trabalho.

2. Defina onde você vai trabalhar

Existem inúmeras opções de locais de trabalho para quem quer se tornar um advogado online e, talvez, essa seja a grande vantagem de poder trabalhar de casa.
Você pode concluir uma contestação ao ar livre numa mesa em algum parque, pode elaborar uma inicial num gostoso ambiente de uma cafeteria ou, simplesmente, criar um ambiente criativo em algum cômodo da sua casa.
Deixe sua imaginação fluir e defina um local de trabalho que te inspire.

3. Já pensou em dispensar o arquivo físico?

A tecnologia consegue suprir muitas demandas. Hoje, um escritório online não precisa daquele velho armário com gavetas vertical para arquivar documentos - quase tudo já é convertido para o formato PDF.
Ferramentas como o Google Drive, por exemplo, funcionam como arquivos em nuvem. Você pode digitalizar seus documentos e acessar de qualquer lugar.
Além de mais seguro e prático, você economiza muito espaço.

4. Organize seus prazos e o trabalho da equipe

Muitos advogados e escritórios de advocacia já utilizam algum software jurídico, e essa é uma excelente, senão a principal, ferramenta para você receber publicações, andamentos processuais e ter o controle dos seus processos à distância.
Quanto à equipe, em vez de uma comunicação individual pelo WhatsApp, procure reunir todos os integrantes num tipo de “escritório virtual”, onde vocês possam trocar ideias, compartilhar arquivos e se comunicar de maneira instantânea, como no dia a dia de um escritório convencional mesmo.
Uma ferramenta bem legal para isso é o Slack, inclusive para realizar videoconferências com a sua equipe.

5. Seja visto no mundo online

Em tempos digitais e, principalmente, para quem aspira uma advocacia online, não ter uma presença online é quase como “não existir”. Pelo menos na internet, aquela velha máxima de que quem não é visto não é lembrado vale muito.
Você não precisa deixar de fazer o que você faz no mundo offline. Continue indo a eventos, entregue seus cartões de visita sempre que possível e faça muito networking, mas, se você quiser manter um escritório digital, não deixe de se posicionar na internet.
Estar presente nas mídias sociais e interagir com as pessoas nas plataformas digitais são algumas ações simples para construir e manter uma presença online.
A internet dá espaço para todos serem vistos, não importa se o seu escritório é grande, médio ou de pequeno porte.

6. Use as plataformas digitais

Não custa reforçar: use as plataformas digitais voltadas para advogados e escritórios de advocacia.
Se você reparar, a tecnologia criou um verdadeiro mundo paralelo. Ou seja, se no mundo real podemos conhecer e falar com pessoas, realizar reuniões, falar dos nossos serviços jurídicos e construir um nome ou a própria marca do escritório, no mundo online podemos fazer todas essas coisas em espaços exclusivamente dedicados a isso.
As plataformas digitais voltadas para advogados e escritórios de advocacia são ambientes online ideais para isso. Elas são capazes de conectar e aproximar pessoas e empresas com o objetivo de gerarem algum valor de troca, de acordo com os interesses de cada um.
No Jusbrasil, por exemplo, uma plataforma 100% online, você tem a possibilidade de mostrar os seus conhecimentos jurídicos para milhares de pessoas na Comunidade, falar com possíveis clientes e encontrar advogados para diligências e parcerias.

7. Produza bons conteúdos

Para que essa estratégia de ser visto seja efetiva, no entanto, não basta apenas ter um perfil em alguma plataforma digital: você precisa produzir conteúdos.
Imagine a internet sem conteúdo? Pois é. Os seus conteúdos são a porta de entrada para que as pessoas te conheçam.
Por isso, procure publicar textos, vídeos, posts, infográficos que tenham utilidade para o público, especialmente que respondam dúvidas comuns e sejam fáceis de ler.
Quando o conteúdo é bom, ele gera valor e confiança para o leitor, transformando-se na porta de entrada ideal para um contato com você.
E, o melhor, você pode fazer tudo isso online.

8. Crie autoridade e posicionamento

Na advocacia, a boa e velha indicação funciona muito bem. A probabilidade de um cliente satisfeito te indicar para um amigo ou conhecido é muito grande.
No entanto, quando falamos de advocacia online, a falta de um contato pessoal pode gerar uma certa insegurança por parte do cliente. Essa é a grande queixa da maioria dos advogados que querem captar clientes e atendê-los por meio da interne.
De fato, o cliente nunca te viu, não tem referências suas, muito menos sabe se você pode resolver o problema dele.
No entanto, isso pode ser resolvido criando autoridade. Como? Estando presente nas plataformas digitais, produzindo conteúdos e se posicionando.
Quando você produz conteúdo sobre determinado assunto, você acaba sendo visto como uma autoridade e, automaticamente, essas objeções iniciais são superadas ou sequer existem. Lendo o seu conteúdo, o potencial cliente vai perceber que você entende do assunto e tem capacidade técnica para resolver o problema dele.
Além disso, ele vai notar que você é um advogado online, pois além de publicar com recorrência, você responde os comentários dos leitores e está sempre presente.
Criar autoridade no assunto que você domina e estar sempre presente nas redes são elementos essenciais para construir o que vai te ajudar a fechar contratos online: confiança do cliente.

9. Crie uma estratégia de atendimento online

Se você chegou até aqui, percebeu que advogar online pressupõe um método de trabalho em torno da tecnologia.
Bom, você já começou sua presença virtual, está produzindo bons conteúdos e utiliza alguma plataforma digital, principalmente uma que te possibilite criar conteúdos e falar com possíveis clientes.
Então, naturalmente os clientes vão aparecer, e aí você precisará de um processo de fechamento de contratos de forma online. Um e-mail personalizado, um telefonema ou videoconferência, uma logística para conseguir as provas com o cliente e para enviar e receber documentos assinados.
Além disso, não deixe de manter um relacionamento ativo com o cliente, colocando-o sempre a par do andamento do processo, que seja mandando um e-mail de tempos em tempos.

10. Faça parte de uma rede de correspondentes jurídicos

Uma estratégia inteligente e muito eficiente é fazer parte de uma rede de correspondentes jurídicos.
Atuando de maneira virtual, certamente será encontrado por clientes de diferentes cidades, municípios e estados. É humanamente impossível estar em dois lugares ao mesmo tempo, por isso você precisará de advogados correspondentes.
Esses parceiros te darão suporte jurídico quando você não puder comparecer numa audiência em outro Estado, por exemplo, ou quando a demanda do escritório "apertar".

Conclusão

Ter um escritório de advocacia digital vai muito além de dispensar um escritório no centro da cidade. **Trata-se de uma mudança de mindset e uma compreensão da realidade na qual estamos inseridos.
Os clientes de amanhã são aqueles que, hoje, já possuem em seu DNA a tecnologia e todas as facilidades que o mundo digital oferece. Eles querem resolver seus problemas sem precisar sair de casa.
Dispensar o escritório físico pode ser um grande passo em direção à essa realidade.
De qualquer forma, é importante que os seus serviços jurídicos sejam encontrados pelas pessoas na internet, que é onde elas estão buscando.

Texto de Pedro Custódio

Postar um comentário

0 Comentários