Banco de Leite Humano do Hospital da Mulher precisa de mães doadoras para manter estoque


A queda no número de doações devido à pandemia do novo coronavírus preocupa o Governo Municipal, que faz um apelo as mães que estão amamentando para contribuírem com esse gesto de solidariedade.

O estoque do Banco de Leite Humano (BLH) do Hospital da Mulher (Inácia Pinto dos Santos),está  baixo. "Em média nascem 300 bebês prematuros por ano no Hospital da Mulher e que necessitam do leite materno para se recuperarem mais rápido. Com certeza é preocupante e precisamos do apoio e  da doação de mães que amamentam. O estoque do BLH nunca esteve tão baixo como agora", afirma a diretora-presidente da Fundação Hospitalar de Feira de Santana (FHFS), Gilberte Lucas.
O total do estoque de leite materno no BLH é de 160 litros, extraídos manualmente de 83 mães para atender e salvar vidas de pequenos bebês prematuros e/ou de baixo peso internados na UTI Neonatal do HIPS.
Para a bióloga e coordenadora do Banco de Leite do Hospital da Mulher, Camila da Cruz Martins, a quantidade de leite materno está aquém das necessidades do hospital. "Devido a pandemia do coronavirus a nossa luta para manter o estoque de leite materno é diária, há um déficit grande de doações. É preciso estimular essas mães doadoras a manterem o estoque de leite materno e salvar vidas", disse.
A coordenadora orienta que, seguindo o protocolo da nova conduta para a coleta e doação do Ministério da Saúde, qualquer mulher que esteja saudável e tenha leite excedente ao que o filho precisa, pode doar. “Pode entrar em contato com um Banco de Leite Humano 3602-7156, dar o seu endereço e o carro da rota fará o deslocamento para a ordenha sem nenhum custo para as mães doadoras", afirma Camila da Cruz.

Postar um comentário

0 Comentários