'Se necessário, tomaremos medidas restritivas mais rígidas', diz prefeito de Feira sobre aumento de casos de covid-19


Acorda Cidade - O último decreto assinado pelo prefeito de Feira de Santana Colbert Martins Filho tem validade até a próxima segunda-feira (18). A publicação prorroga as medidas tomadas no decreto anterior que autorizou a abertura de lojas de até 200m². No entanto, diante do aumento no número de casos confirmados de covid-19 no município nos últimos dias, é possível que o prefeito tome medidas restritivas mais rígidas a qualquer momento, para conter o avanço da doença e manter o número de casos controlados.

Em suas redes sociais, o prefeito informou que está acompanhando a situação de perto e que a proteção e a segurança da população é a maior prioridade.
“Informo a todos que seguimos atentos a situação referente ao coronavírus em nossa cidade. Seguimos trabalhando diariamente com ações de enfrentamento ao vírus, e, a qualquer momento, se for necessário, tomaremos novas medidas restritivas mais rígidas. A proteção e segurança de toda população é sempre a nossa maior prioridade”, publicou o prefeito em suas páginas no Facebook e Instagram.
O prefeito já confirmou que há casos de transmissão comunitária na cidade e apontou aglomerações em filas como um dos principais focos de transmissão da doença. Foi criada uma força-tarefa para intensificar a fiscalização de descumprimento das medidas sanitárias e de isolamento social tanto no centro da cidade quanto nos bairros, porém até o momento, as ações realizadas pela força-tarefa não foram divulgadas.
No boletim divulgado nesta quinta-feira (14), a Secretaria Municipal de Saúde comunicou que o total de casos subiu para 159.

Postar um comentário

0 Comentários