Força-tarefa interdita 18 estabelecimentos em três dias de fiscalização


Desde que o decreto 11.571 foi publicado, determinando mais uma vez o fechamento do comércio em Feira de Santana para conter o avanço do novo coronavírus (Covid-19) no município, a força-tareda implantada para fiscalizar possíveis descumprimentos do decreto interditou 18 estabelecimentos.

O balanço, apresentado pelo secretário de Prevenção à Violência, Moacir Lima, também destaca a quantidade de estabelecimentos fiscalizados pelos agentes públicos. Foram 121 nos três dias. Somente no primeiro dia de fiscalização, 21 de maio, nove foram interditados. Sendo sete bares, um cinema e o Feiraguay. No mesmo dia, dois bares foram notificados. A fiscalização foi concentrada no centro da cidade.


No segundo dia (22), o número de interditados caiu para cinco. Porém, 38 estabelecimentos foram fechados por desrespeitarem os protocolos de proteção sanitária – poderão ser reabertos assim que fizerem as readequações.
No sábado (23), sete estabelecimentos foram interditados. Nos dois últimos dias, bairros da zona sul e norte da cidade foram fiscalizados com mais intensidade. Eles tem grande números de reclamações através da Central 156 e do aplicativo Fala Feira 156.
“Nos primeiros dias focamos no centro da cidade e a noite nos bairros. Vamos continuar com esse trabalho ao decorrer da semana e também observando a demanda de reclamações”, afirma o secretário Moacir Lima.
A força-tarefa conta com uma integração de diversos setores da administração Pública, a exemplo da Guarda Municipal, Superintendência Municipal de Trânsito (SMT), Defesa Civil, Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) e Secretaria de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico (Settdec), além da Polícia Militar.

Postar um comentário

0 Comentários