Marketing Jurídico: ações eficazes para esse período de isolamento


Quando pensamos em marketing jurídico para advogados e escritórios de advocacia, as plataformas digitais ocupam um lugar de destaque.

No entanto, mesmo com um número expressivo de workshops, seminários, cases de sucesso e todo o tipo de argumento que comprove a importância dessas redes para fazer um escritório crescer, nem todos (ainda) conseguiram visualizar esse potencial.
É como se os escritórios estivessem nas mídias sociais, mas as mídias sociais não estivessem nos escritórios - talvez, isso esteja mudando, agora que todo mundo está em casa, não é?
Explico.
Existe hoje uma grande corrida para “estar nas mídias sociais”. Praticamente todo advogado ou escritório de advocacia tem um perfil em alguma plataforma digital.
Sem dúvida, isso é ótimo, pois aponta para o futuro do marketingconteúdo e conexões online.
Mas ainda temos um pensamento de que essas redes funcionam apenas como mais uma ferramenta de “propaganda” de serviços jurídicos, focada no fechamento de contratos - ou na conversão, usando um termo mais técnico.
Ou seja, muitos advogados e escritórios de advocacia ainda não se atentaram para a possibilidade de construírem uma forte marca simplesmente interagindo com seus clientes e possíveis clientes nas redes sociais.
E você precisa entender melhor isso.

3 pilares básicos do marketing digital

Existem diversos desdobramentos quando falamos em estratégias de marketing digital, mas, basicamente, existem três pilares que sustentam esse jogo:
1. Marca (o seu nome e tudo aquilo que ele representa no mercado);
2. Interação (o engajamento do seu público e o que ele fala de você no mercado);
3. Conversão (claro, a venda dos seus serviços);
Esses três pilares precisam ser trabalhados em conjunto para que você consiga atingir bons níveis de sucesso.
Por exemplo, é comum ver perfis e Fanpages de profissionais com vários seguidores e textos com milhares de visualizações, mas também com dezenas de comentários não respondidos.
Você pode ter um bom nome no mercado (marca) e isso pode te trazer vários contratos de honorários (conversão), mas se não há engajamento (interação), sua marca pode se enfraquecer ao longo do tempo, perder referências e feedbacks positivos dos clientes.

Dicas para esse período de isolamento

Com o coronavírus se espalhando aqui no Brasil, muitos negócios tiveram que fechar as portas e as incertezas sobre a economia podem fazer com que as pessoas poupem mais e adiem a resolução de problemas menos urgentes.
Isso prejudica um dos pilares do marketing que vimos acima: a conversão.
Por outro lado, esse pode ser o momento ideal para você trabalhar a sua marca e interagir com o seu público nas redes sociais.

Trabalhando a sua marca

A construção de uma marca reconhecida no mercado pode abrir diversas oportunidades para o seu escritório, como bons contatos, seguidores, reconhecimento profissional e mesmo a possibilidade de se tornar uma influência.
Para conseguir isso, você pode seguir alguns passos hoje mesmo, em casa:

1. Defina um público-alvo

O primeiro passo é identificar qual é o seu público-alvo. Faça uma pesquisa de mercado no Jusbrasil, no LinkedIn e com os seus próprios clientes.
É muito importante ser você mesmo e focar nos seus objetivos, pois esse será o seu diferencial, e é assim que você será visto pelas pessoas interessadas nas suas soluções.

2. Produza conteúdo

Pode ser um artigo no Jusbrasil, um post na sua Fanpage do Facebook ou um vídeo no IGTV.
Produzindo conteúdo, você pode alcançar milhares de pessoas (audiência), além da possibilidade de se tornar uma referência no assunto sobre o qual você fala.

3. Esteja presente nas redes sociais

Depois do que já falamos até aqui, essa dica fica até clichê, mas as mídias sociais são um ambiente perfeito — e gratuito! — para promover a sua marca.
Você pode compartilhar artigos, insights e informações do momento atual. Certifique-se apenas de que o seu conteúdo seja útil para a sua audiência e contribua para a propagação da sua marca.

4. Faça networking

Não basta apenas desenvolver uma marca: é preciso compartilhá-la para que as pessoas a conheça e comentem sobre.
Aproveite as plataformas digitais para se conectar com pessoas novas. Você pode fazer amigos, se aproximar de novos clientes ou até mesmo encontrar parcerias.

Engajando com seu público

A interação do seu público com a sua marca, seja por meio de uma curtida, comentário ou compartilhamento de um artigo, é o maior indicativo de que seu marketing jurídico está funcionando.
Os seguidores engajados formam uma audiência que gosta e confia na sua marca, e são a base para que você consiga a tão sonhada divulgação, o aumento de tráfego no site ou perfil e, claro, o aumento de vendas e do número de clientes.
Uma das melhores formas de conseguir esse engajamento é, além de conhecer bem o seu público, produzir conteúdos que os ajudem a encontrar o que procuram para resolver os seus problemas.
Ou seja, sendo algo útil, naturalmente as pessoas vão se engajar com o que você disse ou tem a dizer.
Para te ajudar com isso, o Jusbrasil, preparou uma planilha com sugestões de ideias para artigos com base nas buscas do site. Você vai encontrar exatamente aquilo que as pessoas mais pesquisaram no momento e poderá produzir conteúdos sobre esses assuntos!
Uma mão na roda, não é?

Conclusão

Em tempos de quarentena, quando os contratos podem ficar mais difíceis de se fechar, você pode focar em se comunicar com o seu público e, com isso, agregar valor à sua marca.
A propósito, o Jusbrasil preparou uma série de ações para as próximas semanas com o objetivo de se aproximar das pessoas durante esse período de isolamento social.
Esperamos que esse conteúdo inspire você!

Texto de Pedro Custódio

Postar um comentário

0 Comentários