Com criatividade, alunos e professores estudam nas escolas municipais como evitar o coronavírus


Lavar bem as mãos com água e sabão, usar álcool gel, cobrir o nariz com a parte interna do cotovelo ao espirrar ou tossir e finalmente procurar um médico caso perceba algum dos sintomas sugestivos. Estes são os principais cuidados para prevenir o contágio pelo Covid-19, conhecido como coronavírus. O tema, abordado de maneira criativa, virou assunto de aulas em diversas escolas da Rede Municipal de Educação. As orientações visam evitar o pânico e proteger a comunidade escolar – estudantes, professores, funcionários e pais.

A Escola Municipal Regina Vital, do bairro Campo Limpo, contou com o apoio da enfermeira Danielle de Almeida Oliveira Souza, que repassou com os alunos as principais informações sobre o contágio. “Trabalhamos a saúde e a higiene durante todo o ano, mas sentimos a necessidade de frisar as informações sobre o coronavírus e assumir este compromisso como escola”, argumenta a professora Indaiara Sant’Anna, diretora da escola. A ação foi tema de reportagem elaborada pela TV Subaé.
Dois casos do Covid-19 foram confirmados em Feira de Santana. Desde então, a Secretaria Municipal de Saúde criou o Comitê de Acompanhamento das Ações de Controle ao Coronavírus e está difundindo informações para toda a comunidade, ressaltando os cuidados. O mais importante é manter o ambiente da escola seguro.
“Nos unimos e buscamos palestras com profissionais da área para entender mais o assunto, já que o primeiro passo é a informação. O objetivo é saber o que é verdade e o que pode ser informação falsa disseminada. Nossos professores de ciências estão à frente das atividades e estamos orientando tanto nossos alunos quanto funcionários", destaca a professora Marta da Graça Lima, diretora do Centro Integrado de Educação Municipal Professor Joselito Falcão de Amorim, a maior escola da Rede.
Os principais sintomas do Coronavírus podem ser confundidos com gripe comum ou virose. São eles: tosse, febre, dor de garganta, nariz entupido e pode ocorrer falta de ar. É importante que, ao apresentar qualquer sintoma, a pessoa procure um posto de saúde.
Evitar o pânico a partir da disseminação da boa informação foi também a bandeira da Escola Municipal Adenil da Costa Falcão, no bairro Brasília. “Decidimos falar sobre a prevenção nas salas de aulas, destacando a maneira correta de lavar as mãos e os demais cuidados para evitar a contaminação. Esta é uma grande oportunidade para aprendermos mais sobre higiene e limitar o número de doenças no geral, não apenas o risco do coronavírus”, ressalta a professora Geruza Ferreira Ribeiro de Souza, diretora da escola.
O conhecimento assimilado nas atividades foi posto em prática pelos estudantes do Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos do Centro de Educação Monteiro Lobato, bairro Capuchinhos.
Além da apresentação e debate sobre os dados a respeito do Covid-19, os alunos responderam a um questionário sobre o tema, resolveram um caça-palavras sobre os sintomas e também elaboraram cartazes para conscientização da comunidade escolar. O Brasil é um dos 107 países com casos confirmados do Coronavirús. A maior parte dos infectados estão na China, seguidos pelos seguintes países: Itália, Irã, Coreia do Sul e Espanha, nesta ordem. No Brasil, até o momento 31 casos foram confirmados.


Postar um comentário

0 Comentários