Comando do 35º BI adota medidas de prevenção ao coronavírus e restringe visitas


O comando do 35º Batalhão de Infantaria adotou várias medidas para evitar a disseminação do coronavírus dentro do quartel. O comandante do 35º BI, tenente coronal André Luiz Cajazeira, anunciou as medidas restritivas que incluem a redução de militares em atividade e de pessoas visitando o batalhão. Segundo ele, o Batalhão tem um efetivo fixo de 700 militares, além da demanda rotativa de pessoas que visitam o Batalhão, que está em torno de 100. 

“Estamos reduzindo para cerca de 10% desse público e está existindo uma compreensão de todos. Temos alguns serviços que atendem ao público externo, como a sessão de pensionistas, relações públicas, nosso serviço de saúde, carro-pipa, serviço de fiscalização de produtos controlados e todos esses nós já iniciamos com uma restrição de atendimento, onde procuramos atender apenas os serviços emergenciais e mesmo assim, durante a chegada no Batalhão, todas essas pessoas, mediante agendamento, para que aja um espaçamento, passam por uma triagem pelo nosso pessoal de saúde e uma higienização”, afirmou.
Segundo o comandante, existem dois procedimentos, a prevenção coletiva e a prevenção individual. Em relação a prevenção coletiva, ele informa que todos os militares ao adentrar no Batalhão, passam por um processo de higienização, sendo que todos já foram orientados que ao apresentar qualquer sintoma semelhante ao do coronavírus, devem procurar o posto de triagem, onde terão atendimento médico e se for verificado que existe a possibilidade de ser coronavírus, o militar é colocado em isolamento para avaliação.
“Adotamos o espaçamento maior entre os militares, estamos com grupamentos menores, em espaços mais arejados, espaços abertos, além disso, a higienização é constante e em diversos pontos do Batalhão. Os militares que estão mais focados na administração, é feita a higienização do ambiente de trabalho, além do trabalho de conscientização, onde entra a prevenção individual. Estamos com orientações ao nosso pessoal, até para que eles possam divulgar as métodos de prevenção junto as famílias”, destacou.
Questionado sobre um apoio a prefeitura para conter o coronavírus, o tenente disse que não tem nada acertado com o governo municipal e que a melhor contribuição do Batalhão, neste momento, é manter o seu pessoal em condições em caso de necessidade do emprego do efetivo.
“Estamos trabalhando para a manutenção da capacidade operacional do Batalhão. E em relação ao prefeito, temos nos comunicado sempre para acompanhar a situação da cidade e ter as informações claras da situação. Estamos enviando um oficial para fazer parte do comitê do coronavírus do município para acompanhar de perto”.

 Fonte: Acorda Cidade

Postar um comentário

0 Comentários