Pré-olímpico: Brasil inicia quadrangular final com empate


O Brasil empatou em 1 a 1 com a Colômbia em partida da primeira rodada do quadrangular final do Pré-olímpico de futebol masculino disputada na madrugada desta terça (4) no estádio Alfonso López, em Bucaramanga (Colômbia).

Com este resultado a seleção brasileira fica empatada na segunda posição da fase final ao lado da equipe colombiana com um ponto. A liderança é da Argentina, que derrotou o Uruguai por 3 a 2 e possui 3 pontos. Já os uruguaios permanecem na quarta posição sem pontuar.
Para esta partida o técnico André Jardine optou por fazer três mudanças na defesa, ele sacou o zagueiro Robson Bambu e os laterais Guga e Caio Henrique e optou pela entrada de Bruno Fuchs, Dodô e Iago.

O jogo

Contando com amplo apoio da sua torcida, a Colômbia se mostrou desde o primeiro minuto um adversário muito difícil para o Brasil, não se acovardando e jogando de igual para igual com a equipe de André Jardine.
A coragem colombiana foi premiada aos 26 minutos do primeiro tempo, quando Benedetti é lançado na ponta esquerda. O camisa 10 da Colômbia domina a bola e cruza na medida para Cetré, que aproveita indecisão da defesa brasileira para cabecear e abrir o marcador.
Com a desvantagem no placar a equipe brasileira fica nervosa na partida e passa a ter dificuldades de jogar. Isto faz com que o placar perdure até o intervalo.
Na etapa final o Brasil passar a pressionar com mais intensidade. E tanto pressiona que consegue chegar ao empate aos 25 minutos, quando Paulinho toca para o atacante Matheus Cunha, que, da entrada da área, acerta chute cruzado para marcar.
Com o gol a equipe de André Jardine até se anima, mas os donos da casa conseguem segurar o ímpeto brasileiro e o empate de 1 a 1.

Próxima rodada

O adversário do Brasil na segunda rodada do quadrangular final será o Uruguai, enquanto a Colômbia pega a Argentina. As partidas acontecem na próxima quinta (6).
Vale destacar que na primeira fase da competição a seleção brasileira derrotou a equipe uruguaia por 3 a 1.
Edição: Fábio Lisboa

Fonte: Agência Brasil

Postar um comentário

0 Comentários