Diversidade de temas é destaque na Jornada Pedagógica da UniFTC



Roda de conversa sobre inteligência emocional em sala de aula, oficina sobre avaliação de aprendizagem, minicurso sobre mídias digitais ou ainda palestras sobre formação profissional, desenvolvimento de competências e relações intra e interpessoais. Tudo isso em um só evento: A Jornada Pedagógica 2010.1 da UniFTC de Feira de Santana, que chega ao fim nesta sexta-feira (31). Foram duas semanas de programação, marcada pela diversidade de temas e o alto nível de participação.

As atividades aconteceram em vários espaços do campus da Instituição, do Auditório Professora Terezinha Mamona à Sala Google, Laboratórios de Informática e salas de aula, de acordo com o formato e a temática abordada. As disciplinas digitais e híbridas, as técnicas para construção do trabalho científico, a regulamentação das ações de inclusão e o uso de tecnologias no ensino de saúde também foram questões contempladas durante a programação.

Com o tema central “Construção de Competências e Relações Interpessoais no Ensino Superior”, a Jornada Pedagógica já começou em alto estilo. Na palestra de abertura, dia 20, quando houve acolhida aos novos docentes e apresentação do reposicionamento da marca UniFTC, o professor e psicopedagogo Neilton Silva, pesquisador de qualidade do ensino da UFRB, falou do desafio de formar profissionais contemporâneos para o ensino superior. E ele já iniciou com uma constatação: “Não é uma tarefa fácil”.

Doutor em Educação e Contemporaneidade, o palestrante disse que existem professores que dão aula para si mesmos, sem qualquer preocupação com o aprendizado, e advertiu que hoje “o conhecimento fica obsoleto muito rápido” e o educador deve estar sempre comprometido com os estudos e atento às mudanças. Ele defendeu ainda que o professor pratique o exercício de se colocar no lugar do aluno, pois caso contrário o desenvolvimento das competências ficará cada vez mais distante.

A necessidade de se preocupar com as mudanças contínuas foi sinalizada também pela professora Marcly Amorim Pizzani, diretora da unidade. “Precisamos nos reinventar o tempo todo, nesse movimento de crescimento”, enfatizou a diretora, destacando que o mercado está cada vez mais desafiador, exigindo a formação de profissionais diferenciados. A Assessora Pedagógica da UniFTC, professora Celi Rios, por sua vez, destacou o empenho dos professores para garantir o sucesso da jornada e o nível dos convidados para proferir palestras e ministrar minicursos e oficinas.

Para os professores e coordenadores, a Jornada Acadêmica é muito mais do que ouvir palestras, elaborar planilhas e planejar o semestre. “Tivemos discussões relevantes para nosso desempenho em sala de aula, de uma forma clara, objetiva e prática”, afirmou Carlos Magno, do curso de Enfermagem, citando a oficina de Mídias Digitais e o minicurso sobre Inteligência Emocional, dentre outros momentos. “A jornada foi muito interessante, atividades bem direcionadas, algumas bem específicas, além da flexibilidade de horário, que garantiu a participação de todos”, completou o professor Marcelo Araújo, da área de Educação Física.

Postar um comentário

0 Comentários