variedades

Casal de estudantes resgatam coruja com asa quebrada


O casal de estudantes Rodrigo e Mariana, resgatam coruja e entregam ao Corpo de Bombeiros em Feira de Santana. O animal estava com a asa quebrada, conforme constatação nas fotos enviadas para esta redação.


Vejam o relato da jovem Mariana até o animal fosse efetivamente resgatado pelos Corpo de Bombeiros: "Rodrigo estava indo me encontrar na Rua Edelvira de Oliveira, quando avistou, na Rua Humberto de Rodrigo, uma coruja muito debilitada, com a asa esquerda quebrada, tinha sangue também na região acima da asa... Claramente estava ali há algum tempo. De pronto, Rodrigo entrou em contato com o IBAMA, e eles não souberam informar qual órgão em Feira de Santana seria o responsável pelo resgate do animal. Retornamos ao encontro da coruja e ligamos para o INEMA e a atendente nos informou que o resgate só poderia ser feito pela tarde, a partir das 13h30min (detalhe: era 12:27).. questionamos o fato de que a coruja estava muito debilitada e que poderia não sobreviver por tanto tempo, mas em nada adiantou... Aguardamos até às 13 horas (demos água a ela e ficamos de olho para que ninguém a levasse) e retornamos... o INEMA solicitou ao Corpo de Bombeiros que realizasse o resgate, todavia, o referido resgate só foi realizado mais de 01 hora depois... Nesse meio tempo continuamos na vigilância do animal. Depois de muitas ligações, espera e descaso, o Corpo de Bombeiros resgatou a coruja e levou-a para a Clínica Animalmed, que possui convênio com o INEMA. No início da noite entramos em contato com a Clínica e soubemos que a coruja já havia realizado o procedimento e sido levada para o INEMA. Campos, uma coruja muito debilitada, com a asa esquerda quebrada, tinha sangue também na região acima da asa... Claramente estava ali há algum tempo. De pronto, Rodrigo entrou em contato com o IBAMA, e eles não souberam informar qual órgão em Feira de Santana seria o responsável pelo resgate do animal. Retornamos ao encontro da coruja e ligamos para o INEMA e a atendente nos informou que o resgate só poderia ser feito pela tarde, a partir das 13h30min (detalhe: era 12:27).. questionamos o fato de que a coruja estava muito debilitada e que poderia não sobreviver por tanto tempo, mas em nada adiantou... Aguardamos até às 13 horas (demos água a ela e ficamos de olho para que ninguém a levasse) e retornamos... o INEMA solicitou ao Corpo de Bombeiros que realizasse o resgate, todavia, o referido resgate só foi realizado mais de 01 hora depois... Nesse meio tempo continuamos na vigilância do animal. Depois de muitas ligações, espera e descaso, o Corpo de Bombeiros resgatou a coruja e levou-a para a Clínica Animalmed, que possui convênio com o INEMA. No início da noite entramos em contato com a Clínica e soubemos que a coruja já havia realizado o procedimento e sido levada para o INEMA." 


Eles tiverem a preocupação de ficarem acompanhando e hidratando a coruja para que não morresse. 

Vejam a preocupação e consciência ecológica destes jovens da entrega ao Corpo de Bombeiros até o socorro efetivo da bela Coruja.

Feira de Santana tem um grupamento dentro dos guardas no município que faz este serviço com todo o cuidado, basta o cidadão ligar 156 que o atendimento é direcionado para a Guarda Municipal Ambiental, no qual são treinados para dar toda assistência e resgate de animais silvestres.

Da Redação








SOBRE Santiago Live

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.