Candidatos do Reda da Secretaria de Desenvolvimento Social são barrados em locais de provas e vã


Cerca de 100 candidatos do processo seletivo para preenchimento de vagas na Secretaria de Desenvolvimento Social de Feira de Santana (Sedeso) compareceram, na manhã deste domingo (22), no Complexo de Delegacias, no bairro Sobradinho, para registrar queixa contra a organização do certame, o Instituto Bahia.



Eles não puderam fazer a prova, marcada para começar às 8h de hoje, porque, segundo os candidatos, foram impedidos de entrar. As causas foram diversas entre elas, segundo alguns candidatos, divergências nos horários de fechamentos dos portões e falta de informação sobre este item.
Foto enviado por um candidato
Na delegacia eles foram orientados a procurar o Ministério Público, mas o órgão está em recesso e terão que aguardar o retorno das atividades no ano que vem. Sobre o fechamento dos portões, o edital informa que “o candidato deverá comparecer ao local designado para prova com antecedência mínima de 30 (trinta) minutos do horário estabelecido”. Já no cartão de convocação informa o horário exato de fechamento: às 7h40.
Uma das candidatas disse ao Acorda Cidade que muita gente olhou o local de prova pela lista divulgada no site do instituto, que continha nome completo, nome da escola, sala e o horário de 8h (Veja aqui). “Quem só viu essa lista e não imprimiu o cartão de convocação não viu o horário de 7h40”, disse.
A confusão referente ao fechamento dos portões ocorreu em várias escolas.
A candidata de prenome Laís disse que foi ao Colégio Joselito Amorim e chegando lá soube que o portão foi fechado às 7h38. O Acorda Cidade entrou em contato com o Instituto Bahia que afirmou que os portões foram fechados pontualmente às 7h40 e que o fechamento dos portões em todas as escolas ocorreu nas presenças de um representante do instituto, de um fiscal e de um representante da segurança privada.
“No Colégio Joselito Amorim as portas fecharam às 7h38, sendo que tem colegas que chegaram da Chapada Diamantina, de Coração de Maria, de Senhor do Bonfim, Amargosa, Santo Antônio de Jesus, e no entanto, o portão foi fechado 7h38. A própria Polícia Militar que chegou lá nos instruiu a vir aqui na delegacia para fazer um registro coletivo porque hoje é 22 de dezembro, e todos os órgãos públicos estão em recesso. A gente sabe que para recorrer na Defensoria Pública ou procurar o Ministério Público, só ano que vem. Então está sendo negado aqui o nosso direito de registar uma queixa, pelo menos coletiva. No edital não tinha o horário de fechamento dos portões e agora temos mais de 100 pessoas aqui, mais de 100 assinaturas pra prestar essa queixa”, afirmou.
Um servidor que estava na delegacia informou que a queixa não foi registrada porque não houve crime.
A outra candidata, Juliana, chegou próximo ao horário do início das provas e foi impedida de entrar por conta do atraso. O horário de fechamento do portão também não ficou claro para ela.
O Acorda Cidade ouviu mais uma candidata e ela sugeriu que a prova fosse cancelada ou tivesse a data da prova remarcada.
“Às 7h38 o porteiro pediu para que a gente fosse para o outro portão, porque ele iria abrir o outro, mas foi uma deixa para ele fechar o portão e ninguém conseguir entrar. Como fica nossa situação agora? Muita gente estudou, muita gente não tinha nenhuma condição para pagar a inscrição e pediu emprestado. Estamos com assinaturas de várias pessoas de várias escolas, não sei por que não querem pegar esse abaixo-assinado. Estamos recorrendo às redes sociais, a imprensa, a rede municipal, para que a prova seja cancelada ou remarcada para outro dia”, disse.

Foto enviada por uma candidata
Foto: Ed Santos/Acorda Cidade
Horários constavam no Diário Oficial
Os horários de abertura e fechamento dos portões foram publicados no Diário Oficial do Município, conforme divulgado aqui no Acorda Cidade. Na publicação informava que as provas seriam “divididas entre o turno matutino (8h) e vespertino (14h). No período matutino os portões abrem às 7h e fecham às 7h40. Já no turno vespertino os portões abrem às 13h e fecham às 13h40h”. (Relembre aqui
Vagas
O processo seletivo são para 211 vagas de níveis Fundamental, Médio, Técnico e Superior, além de 1.055 vagas para cadastro reserva.
As vagas são para psicólogos, assistentes sociais, pedagogos, nutricionistas e advogados, além de nível técnico e coordenadores dos equipamentos e visam ao preenchimento de cargos nos Centros de Referência em Assistência Social (Cras), Centros de Referência Especializados em Assistência Social (Creas), Centro Pop Rua e Centro de Atendimento ao Idoso Dona Zazinha Cerqueira.
De acordo com a assessoria de imprensa do Instituto, para os cargos que exigem o nível superior, os candidatos passarão por três fases de avaliação, sendo elas a prova escrita, a qual consta de questões objetivas e uma discursiva. A questão discursiva somente será corrigida caso o candidato tenha pelo menos 50 por cento de acertos (fase 2) e, por fim, serão analisados os títulos desses candidatos.
O resultado da seleção está previsto para ser publicado em 31 de janeiro 2020 e terá validade de dois anos a partir de homologação.

Fonte: Acorda Cidade

Postar um comentário

0 Comentários