manchetes

Gerações e tradição marcam 8ª edição das 15 Primaveras


Kauane Borges dos Santos [na foto, ao centro] é a quarta estudante da mesma família a participar do Projeto 15 Primaveras, promovido pela Escola Municipal Maria Antônia da Costa. Emocionada, ela e mais 23 debutantes celebraram com muito brilho e alegria na noite desta quarta-feira, 9, a nova fase da vida.

Após meses de preparação, o projeto culmina com o baile de debutantes, este ano realizado no espaço de eventos Zilas Cerimonial, mas antes da festa as estudantes participam de uma série de atividades educacionais que dão a elas várias orientações para se tornarem jovens bem sucedidas e felizes.
Assim como a vida de Kauane dos Santos, o 15 Primaveras reúne histórias de crescimento, superação e experiências enriquecedoras que se unem a tradições familiares.
Definitivamente, a 8ª edição da festa de debutantes marcou gerações. A irmã mais velha da estudante, Rafaela Borges dos Santos, participou da primeira edição do evento, em 2012, e desde então, a família aguarda ansiosa a celebração das jovens debutantes. Todas as quatro participaram do evento.
“Só pensava que meu dia iria chegar”, relata a estudante. “Quando minha terceira irmã se vestiu de princesa e subiu ao palco em 2017, mal contive a ansiedade sabendo que logo depois seria eu. Aprendi muito durante todo o projeto e hoje sei que posso ser o que quiser, inclusive uma princesa”, afirma.
O 15 Primaveras vai muito além da festa. Durante oito meses, as debutantes passam por aulas, orientações e palestras que visam fomentar o crescimento das jovens. Em conversas com psicólogas, advogadas, nutricionistas, professoras e outras profissionais, elas discutiram empoderamento, autoestima, sonhos, possibilidades para o futuro, entre outros temas.
Já para Giovanna Pereira de Souza, a experiência foi diferente, mas ainda assim em família. A jovem debutante participou do projeto ao lado de suas duas irmãs, Lavínia de Jesus Santos e Flávia Souza dos Anjos.
“Somos irmãs adotivas, três adolescentes que fazem 15 anos juntas. Este ano foi muito difícil pra mim, pois perdi duas pessoas importantes pra mim. Mesmo realizando um sonho, foi difícil e quase desisti, mas recebi muito apoio da escola. Isso aqui não é só uma festa, estamos comemorando o que aprendemos durante o ano”, avaliou Giovanna.
Toda Menina Baiana: o documentário
As histórias de cinco debutantes do Projeto 15 Primaveras estão sendo contadas também no documentário “Toda Menina Baiana”, produzido para o canal TVE, TV Educativa da Bahia. A proposta da série de episódios documentais é representar a realidade de diferentes meninas em todo o estado da Bahia, mostrando suas dificuldades, conquistas e aprendizados.
“Acompanhamos as debutantes de diversas localidades, diferentes situações sociais e familiares, buscando mostrar o que esse rito de passagem significa para estas jovens e quem são essas meninas que serão as futuras mulheres baianas”, destaca Cecília Amado, diretora do documentário.
As estudantes da Maria Antonia da Costa farão parte de dois episódios da série. “Nos apaixonamos pelas histórias. O 15 Primaveras é um processo de transformação, é realmente sobre a entrada dessas meninas na adolescência. Conseguimos filmar alguns encontros na escola e a proposta pedagógica do projeto”, conta Cecília.
O glamour do baile
Vestidos luxuosos, maquiagem impecável, muitas flores e um espaço lindo. A festa, bem glamourosa, teve de tudo e ficou ainda mais bonita graças a presença dos familiares. Um buffet delicioso com direito aos parabéns e bolo.
Foi animada pelo DJ Simba. As meninas apresentaram coreografias, ensaiadas durante meses, dançaram a tão sonhada valsa com seus príncipes – pais, irmãos, amigos e namorados. E celebraram muito com suas famílias. Este ano, o baile foi ainda mais especial, pois contou com a participação da estudante cadeirante Ana Caroline Ribeiro Gama. Ela estava sorridente e feliz ao lado das colegas e, na entrada, foi ovacionada por toda a equipe.
Durante a festa, a gestão escolar sob a liderança da professora Nelcilandia Arouca agradeceu a uma série de empresas locais que contribuem muito para a realização do projeto, sobretudo o baile. São supermercados, floriculturas, salões de beleza, lojas de vários departamentos, principalmente de roupas finas, buffets, espaços sociais e instituições governamentais, entre outros. “Sem os parceiros que abraçam a festa, nada disso seria possível. Nos esforçamos muito para conseguir fazer o melhor por elas”, diz Nelcilandia.

SOBRE Santiago Live

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.