manchetes

Sistema sustentável de desinfecção de água de cisterna é apresentado em Feira


Um sistema de filtragem sustentável em cisternas, através da radiação solar, foi apresentado durante a Palestra com Pesquisadores proferida pela biotecnologista Anna Luisa Beserra na noite desta segunda-feira, 19, no Museu Parque do Saber Dival da Silva Pitombo. O evento teve a participação do secretário de Agricultura, Joedilson Freitas, e de pessoas interessadas no assunto.

A biotecnologista apresentou ao público o Aqualuz, um equipamento que foi criado por ela e que já pode ser adquirido por órgãos públicos e empresas. "É um dispositivo para fazer a desinfecção de água de cisterna, oriunda da chuva, usando apenas a luz solar. É uma tecnologia que não usa placa nem energia", afirmou. O equipamento tem uma tampa transparente que permite a passagem da radiação solar, o que resulta no processo de desinfecção.
A ideia foi avaliada positivamente pelo secretário Joedilson Freitas, que aproveitou a oportunidade para convidar a cientista a expor o Aqualuz durante a Expofeira 2019 (Exposição Agropecuária de Feira de Santana), que acontece de 1 a 8 de setembro. Ele também garantiu avaliar junto ao prefeito Colbert Martins Filho a utilização do equipamento na zona rural do município. 
Como funciona o Aqualuz
O Aqualuz é um dispositivo de desinfecção solar da água que aproveita os efeitos da luz solar: radiação no espectro da luz UV-A (comprimento de onda 320-400nm) e calor (aumento de temperatura da água) para atacar a vulnerabilidade dos micro-organismos patogênicos. Isso sem usar nenhum composto químico e com uma estrutura que permite uma excelente durabilidade, sem a necessidade de ter que trocar filtro. 
“Basta bombear a água da cisterna para o equipamento. Primeiro ela passa pelo filtro e as partículas sólidas que deixam o líquido escuro são retiradas. Depois disso segue para um reservatório, onde fica exposta ao sol por um período que vai de uma a quatro horas. O controle é feito por um sistema de monitoramento que avisa quando a água está pronta e o operador, assim, pode retirá-la diretamente da torneira”, explica Anna Luisa.
Como nasceu a ideia
A cientista que já teve seu trabalho reconhecido pela Onu, explica que a ideia de criar o Aqualuz surgiu quando ela era estudante de Ensino Médio e tinha 15 anos. "Eu tinha vontade de ser cientista e foi minha grande oportunidade de participar do Prêmio Jovem Cientista do CNPQ com uma ideia de atender o semiárido com água potável", disse.
Ela diz que o Aqualuz tem despertado interesse e algumas propostas estão surgindo. "Nosso objetivo com esse projeto é fazer com que pessoas se inspirem a ter ideias de inovação social", afirmou Anna Luisa. Atualmente, 35 unidades do "Aqualuz" já foram implantadas em cidades de quatro estados no Nordeste: Bahia, Pernambuco, Ceará e Alagoas.
A Palestra com Pesquisadores, que chegou a sua oitava edição, é um evento promovido pelo Museu Parque do Saber Dival da Silva Pitombo com o objetivo de proporcionar a estudantes e interessados a oportunidade de interação com especialistas da área científica. “Além de tratarmos de assuntos sempre importantes, também é possível estreitar a vivência de pesquisadores e cientistas com o público. Assim incentivando a pesquisa”, considera o diretor do Museu, Basílio Fernandez.

SOBRE Santiago Live

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.