economia

Homens e mulheres têm mesmo tempo mínimo de contribuição; veja o que mudou na Previdência


Em cerca de nove horas de sessão, que começou no fim da tarde de quinta (11) e se estendeu madrugada adentro, deputados votaram uma série de mudanças no texto principal da reforma da Previdência, que havia sido aprovado pelo plenário da Câmara um dia antes, em primeiro turno.


Veja as principais mudanças feitas na votação de ontem:
  • 100% de aposentadoria para mulheres: caiu de 40 para 35 anos o tempo de contribuição para as mulheres terem direito a 100% do valor da aposentadoria. Para se aposentar, elas precisarão ter, pelo menos, 62 anos de idade e 15 anos de contribuição ao INSS.
  • Tempo de contribuição para homens: caiu de 20 para 15 anos o tempo mínimo de contribuição ao INSS para homens poderem se aposentar --igualando ao tempo mínimo das mulheres. Porém, para garantir 100% do valor do benefício, terão que contribuir por 40 anos, como já estava na proposta. Também continua valendo a idade mínima de 65 anos.
  • Idade mínima para policiais federais: caiu de 55 anos (homens e mulheres) para 53 (homens) e 52 (mulheres) a idade mínima de aposentadoria para policiais federais, rodoviários federais, agentes penitenciários federais, agentes socioeducativos federais, policiais legislativos e policiais civis do Distrito Federal.
  • Pedágio para policiais na ativa: foi definida uma nova regra de transição para os policiais na ativa, que terão de cumprir um pedágio de 100% em relação ao tempo de contribuição que falta para se aposentarem.
Ainda há oito destaques a serem analisados antes de ser concluído o primeiro turno da votação da reforma na Câmara. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), convocou para as 9h de hoje a sessão que continuará a votação.

E o toma lá, dá cá não acabou: em meio à votação, o governo Jair Bolsonaro (PSL) liberou na noite desta quinta-feira (11) mais um lote de emendas parlamentares, que somam mais de R$ 176 milhões.

Além disso, o governo começou a efetivar indicados dos congressistas em cargos federais -- são mais de 300 indicações.

Fonte: ResumododiaUOL

SOBRE Santiago Live

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.