economia

Setor de serviços da Bahia recua 2,4% em março


O volume do setor de serviços na Bahia caiu novamente em março (-2,4%), frente a fevereiro, na série com ajuste sazonal. Esse segundo recuo consecutivo foi maior que a média nacional (-0,7%), num mês de resultados negativos em 16 dos 27 estados.


Frente a fevereiro o setor de serviços caiu mais em Mato Grosso (-7,7%), Maranhão (-4,5%) e Paraíba (-4,4%) e teve seus melhores resultados em Tocantins (12,0%), Roraima (3,5%) e Amazonas (1,6%).

Apesar da queda em relação ao mês imediatamente anterior, os serviços baianos tiveram, em 2019, um março um pouco melhor que o de 2018, com variação positiva de 0,4% no volume do setor.

Foi o segundo avanço consecutivo nessa comparação, depois de quatro quedas seguidas (desde outubro de 2018), embora bem menor do que o registrado em fevereiro (3,7%). Foi também o melhor desempenho para um mês de março desde 2015 (0,6%).

O desempenho dos serviços baianos, nesse confronto, ficou significativamente acima da média nacional (-2,3%). O setor só avançou em 4 dos 27 estados, nessa comparação, e a Bahia teve a quarta maior alta, abaixo de Amazonas (2,5%), São Paulo (1,4%) e Santa Catarina (0,5%).

Assim, o setor de serviços na Bahia apresenta uma leve variação positiva (0,1%) no acumulado no primeiro trimestre de 2019, frente ao mesmo período do ano anterior. Apesar de tímido e ainda aquém da média nacional (1,1%), o resultado é o melhor para um primeiro trimestre, no estado, desde 2014, quando havia sido registrado crescimento de 3,3%.

Já nos 12 meses encerrados em março, os serviços seguem acumulando resultado negativo na Bahia (-1,7%), embora desacelerando o ritmo de queda em relação aos 21 meses encerrados em fevereiro (-2,3%). No país como um todo, os serviços crescem 0,6% nessa comparação.

SOBRE Santiago Live

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.