feira de santana

Em aula inaugural, futuros guardas-mirins recebem motivação à qualificação para o primeiro emprego


O comprometimento e o aporte familiar são dois requisitos considerados essenciais para a formação dos jovens selecionados à Guarda Mirim de Feira de Santana. A consideração foi da presidente do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, Liliane Carvalho, ao proferir palestra para uma turma de 200 adolescentes, na aula inaugural da Escola de Formação da Guarda Mirim Antônia Costa, na noite desta terça-feira, 7.

“A família tem um papel importante no processo de formação de crianças e adolescentes enquanto cidadão. São os pais os responsáveis em acompanhar o desenvolvimento de cada um, sempre estimulando, dando forças, para que eles conquistem seus objetivos. E vocês jovens, a partir de agora, acreditem: a vida é uma escada. Vocês têm degraus a subir”, afirmou.
A aula inaugural ocorreu na Igreja do Avivamento Bíblico e contou com as presenças do secretário municipal de Prevenção à Violência e Promoção dos Direitos Humanos, Pablo Roberto Gonçalves, de guardas municipais, que serão os facilitadores do curso, além dos familiares dos jovens.  As atividades na Escola de Formação da Guarda Mirim começam nesta quarta-feira, 8.
Pablo Roberto, que representou o prefeito Colbert Filho, destacou a importância do projeto na formação dos jovens, com idades entre 14 a 17 anos, como instrumento no aprimoramento do conhecimento para sua inserção no mercado de trabalho, oferecendo-lhes a oportunidade de qualificação e profissionalização para o primeiro emprego, na condição de aprendiz.
No centro de formação terão atividades complementares e aulas extracurriculares. Serão ofertados cursos sobre saúde e qualidade de vida; ética e cidadania; construção da identidade; empreendedorismo, educação moral e cívica, informática; educação física, além de leitura, escrita e literatura. As aulas acontecem nos turnos matutino (7h30 às 11h30) e vespertino (13h30 às 17h30). O projeto é coordenado pela Seprev.
MENOR APRENDIZ
Aos 15 anos, Karen Guiler acredita que o curso de formação abrirá as portas para um futuro próspero. “Vejo na Guarda Mirim a possibilidade de conquistar o primeiro emprego e de ampliar o meu conhecimento para seguir a carreira militar”, contou na companhia da mãe, a lavradora Adriana Lima, que reside no distrito de Tiquaruçu.
A perspectiva de ingressar no mercado de trabalho como menor aprendiz é também o desejo de João Vitor de Jesus Espirito Santo, 16 anos. Estudante do 9º ano, ele pensa no futuro. “A minha expectativa é de que esse curso venha a contribuir na minha formação”.
O coordenador da Escola de Formação da Guarda Mirim, o guarda municipal Ailton Almeida, que também já foi comandante da corporação, e a coordenadora pedagógica Diana Guimarães também estiveram presentes à aula inaugural. A unidade fica no bairro Jardim Acácia.

SOBRE Santiago Live

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.