variedades

Obra do Shopping Popular deve ser finalizada em julho; organização dos comerciantes será setorizada


Em virtude do episódio da água e lama que invadiu o galpão de carnes e laticínios do Centro de Abastecimento desde o domingo (24) e da mudança da rede pluvial que vai atender o Shopping Popular, muitos comerciantes do local sofreram muitos prejuízos. Com o objetivo de atendê-los, dialogar e adotar soluções mais ágeis para os problemas, o gabinete da Secretaria Municipal de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico (SETTDEC), foi transferido para o entreposto comercial.

Foto: Ed Santos/Acorda Cidade
O secretário da pasta, Antônio Carlos Borges Júnior, informou que a iniciativa tem como objetivo ouvir os  comerciantes, verificar toda a situação in loco e tomar as melhores decisões dentro de um critério de prioridade. De forma que a obra do Shopping Popular tenha a sua continuidade e também os comerciantes do Centro de Abastecimento voltem ao seu curso de trabalho normal.
Segundo o secretário, a previsão de conclusão das obras do Shopping Popular é julho de 2019. Ele informou que a prefeitura está utilizando pó de brita para facilitar o acesso de comerciantes e clientes do Centro de Abastecimento e ao mesmo tempo que está dando mais acessibilidade as pessoas para que realizem as suas atividades. Além disso, a obra do shopping segue com as suas adequações e reuniões entre poder público e permissionários.
Foto: Ed Santos/Acorda Cidade
“Nós tivemos reuniões na última quinta feira e sexta-feira com a Associação de Ambulantes da Sales Barbosa, com o Sindicato dos Camelôs de Feira de Santana e também com a Associação dos Comerciantes e Trabalhadores do Centro de Abastecimento com a presença do secretário Carlos Brito e do secretário Arcênio Oliveira. Também com representantes do consórcio Feira Popular e participaram os vereadores José Carneiro e Luiz da Feira. A tentativa foi buscar um entendimento de como vai ser o layout, a setorização, na reunião foram discutidas várias vertentes. Na sexta-feira nós tivemos a primeira reunião de setorização com o setor de artesanato e o setor de artesanato já definiu o seu local de atuação. Será criada a ilha de artigos religiosos, ilha da praça de alimentação, pequenas ilhas de lanches e essas ações já foram discutidas. Agora vamos definir como vai se ajustar em relação a setorização. Está marcado par ao dia 4 de abril a partir das 16h, um grande encontro também para apresentar também a setorização para os ambulantes da Sales Barbosa e no dia 5 de abril para os ambulantes da Marechal Deodoro, Conselheiro Franco, Rua Recife e Senhor dos Passos. Já temos um cronograma de trabalho para apresentar o layout e a setorização”, informou em entrevista ao Acorda Cidade.
O secretário frisou que a os comerciantes vão dar suas opiniões e sugestões em relação a setorização e o objetivo é que esse tipo de organização atenda prioritariamente as necessidades e desejos da classe.
Obras
Sobre as obra do Shopping Popular que tiveram a intervenção de uma minação e também precisou ser feita a alteração da rede pluvial ele explicou que a empresa responsável vai fazer o aproveitamento da água da minação, inclusive para esta mesma água ser reutilizada pelo equipamento
“Isso vai fazer com que barateie o condomínio com relação a água e não vai ter mais esse custo em função de que essa minação que é muito forte. A gente não conhecia e na hora que tirou o asfalto ela aflorou. Aí foi necessário fazer um novo projeto de esgoto e também de canalização de água onde vai terá aqui agora uma estrutura de tratamento de água para que essa água seja reciclada e usada nos banheiros e nas atividades que sejam necessárias”, comentou.
Inauguração em julho
Antônio Carlos Borges Júnior afirmou que a inauguração do equipamento deverá ser em julho, mas os ambulantes vão receber os boxes antes, provavelmente no final de maio e início de junho para que possam fazer suas adequações e reformas.
Foto: Ed Santos/Acorda Cidade
De acordo com ele, a prefeitura está buscando atender tanto os ambulantes que farão a migração para o Shopping Popular, como os comerciantes que trabalham no Centro de Abastecimento e relataram ter sofrido prejuízos com alguns momentos da obra do empreendimento, da melhor forma possível.
“Sabemos que estão acontecendo muitos prejuízos. A gente tem certeza que se estamos vindo para aqui agora é para minimizar esses problemas. Nosso papel aqui é chamar os permissionários, tentar ver qual a melhor forma em conjunto e dar uma velocidade para resolução das questões”, acrescentou.
O secretário informou que a secretaria vai atender as demandas dos comerciantes e organizar tudo para o trabalho no São João que é um dos grandes momentos do Centro de Abastecimento.
Foto: Ed Santos/Acorda Cidade
Ele ressaltou que com a inauguração do Shopping Popular a perspectiva da prefeitura é também revitalizar algumas áreas do local e promover melhorias. Estão sendo feitos os estudos para analisar todas as possibilidades para que o Shopping Popular e os espaços do Centro de Abastecimento funcionem em conjunto e pautados no desenvolvimento comercial.
Leia Também:
Fonte: Acorda Cidade

SOBRE Santiago Live

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.