política

Em novo capítulo da crise, Guedes falta a sessão da CCJ para falar de reforma da Previdência


A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara decidiu fazer um novo convite ao ministro da Economia, Paulo Guedes, após ele não comparecer hoje a uma sessão para a qual era esperado. Os deputados que integram o grupo aguardavam o ministro para falar sobre pontos da reforma da Previdência.


No entanto, líderes de partidos que não compõem a base do governo Bolsonaro já planejavam boicotar a visita do ministro. Eles reclamam da falta de articulação em torno da aprovação da reforma.

Caso ele desista novamente de participar na próxima quarta-feira (3), será automaticamente convocado pelo colegiado. Nesse caso, ele fica obrigado a participar da reunião.

Oficialmente, o Ministério da Economia explicou que Guedes se ausentou porque ainda não foi definido quem será o relator da reforma na Câmara. O atraso na escolha por parte do presidente da CCJ, Felipe Francischini (PSL-RR), tem sido criticado até por partidários dele, que integram a sigla do presidente Jair Bolsonaro.

A ausência de Paulo Guedes marca mais um capítulo dos atritos entre os poderes Executivo e Legislativo. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tentou acalmar os ânimos e declarou que o fato não foi um desrespeito do ministro ao Congresso.

Mais cedo, Guedes ouviu de governadores preocupação com as crises sucessivas no governo. Eles temem que os problemas na articulação política impossibilitem a aprovação de reformas econômicas consideradas por eles como necessárias.

Fonte: ResumododiaUOL

SOBRE Santiago Live

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.