política

Câmara aprova PEC que tira poder do Executivo sobre Orçamento


A Câmara aprovou na noite de terça-feira (26) em votação relâmpago uma proposta de emenda à Constituição que obriga a execução de emendas coletivas, o chamado Orçamento impositivo. O texto segue agora para o Senado.


A votação é vista como um duro golpe no Executivo e uma retaliação à forma como o governo vem tratando os parlamentares. O colunista Tales Faria lembra que esta é uma "pauta-bomba" que foi armada contra a presidente Dilma Housseff (PT), mas que explodiu no colo de Jair Bolsonaro (PSL).

A PEC foi apresentada em fevereiro de 2015 pelo deputado Hélio Reis (DEM-PA) e teve o apoio do próprio Bolsonaro, que na época era deputado, e de seu filho mais novo e deputado federal, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Essa é o mais recente capítulo da crise entre o Executivo e o Legislativo. O UOLlistou outros episódios de trombadas entre os Poderes nas últimas semanas.

Em entrevista ao blogueiro Josias de Souza, o líder do bloco de oposição na Câmara, o deputado Alessandro Molon (PSB-RJ) ironizou os desacertos de Bolsonaro com os partidos de tendência governista. "O governo está tentando tornar as forças de oposição desnecessárias", disse.

Fonte: ResumododiaUOL

SOBRE Santiago Live

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.