política

Após troca de farpas, governistas tentam seduzir Rodrigo Maia


Em meio a ameaças de Rodrigo Maia (DEM-RJ) de abandonar a articulação da reforma da Previdência, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) e a líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), saíram em defesa do deputado.


"Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, é fundamental na articulação para aprovar a Nova Previdência e projetos de combate ao crime. Assim como nós, está engajado em fazer o Brasil dar certo!", escreveu o senador.

Já Joice disse que "sem [Rodrigo] Maia, a coisa não vai e o Brasil empaca, simples assim". A deputada se reuniu com Maia na residência oficial do presidente da Câmara, em Brasília.
Em visita oficial ao Chile, o presidente Bolsonaro disse que não existe razão para rompimento com Maia. "Queria saber o motivo pelo qual o Rodrigo Maia está saindo, estou aberto a diálogo, qual o motivo? Eu não dei motivo para ele sair".

A revolta do presidente da Câmara foi detonada por uma publicação nas redes sociais feita pelo vereador carioca Carlos Bolsonaro.

O "filho 02" do presidente retuitou a resposta do ministro da Justiça, Sérgio Moro, à decisão de Maia de não priorizar o pacote anticrime, que prevê medidas de combate à corrupção. "Há algo bem errado que não está certo!", escreveu no Twitter.

Pela manhã, antes da tentativa de trégua, Maia afirmou que ele "fará nova política e que agora cabe a Bolsonaro obter votos para a reforma da Previdência".

Fonte: ResumododiaUOL

SOBRE Santiago Live

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.