Temporal deixa três mortos no Rio; cidade amanhece em estado de alerta



A quinta-feira (7) começa difícil para o morador do Rio de Janeiro após o temporal da noite de ontem. Três pessoas morreram e a cidade amanhece em estado de crise, o mais grave em uma escala de três. Ruas e um hotel de luxo ficaram alagados, árvores caíram e bloquearam vias, falta energia em algumas regiões e parte de uma ciclovia veio abaixo. O prefeito Marcelo Crivella decretou luto oficial de três dias.


Devido à grande quantidade de chuva, o radar meteorológico Alerta Rio, da prefeitura, informa que há probabilidade "muito alta" de deslizamentos de terra na zona sul da cidade e "alta" na região da Barra/Jacarepaguá. Também pode haver de chuva forte a muito forte nas próximas horas, segundo o Centro de Operações da prefeitura.



De acordo com a Defesa Civil, ao menos dois deslizamentos foram registrados na comunidade do Vidigal, que fica na zona sul, e a área da favela está inacessível. Um ônibus que seguia pela avenida Niemeyer, que liga o Leblon a São Conrado e é uma das principais vias de acesso entre as zonas sul e oeste, foi atingido por um desmoronamento, conforme conta o repórter Luis Kawaguti. O motorista do veículo foi retirado ferido, mas dois passageiros estariam desaparecidos.


Share on Google Plus

Sobre Santiago Live

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário